Como funciona o SiSU? Tudo o que você precisa saber!

Blog
Reading Time: 5 minutes

O processo para cursar uma graduação não acaba no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Na verdade, já que o Enem funciona como uma espécie de vestibular, é preciso um sistema de seleção para ingresso nas universidades públicas. Esse sistema foi criado pelo Ministério da Educação (MEC) em 2010, conhecido como Sistema de Seleção Unificada (SiSU). E a grande pergunta é, como funciona o SiSU?

O programa pretende democratizar o acesso dos estudantes às instituições de ensino superior públicas de todo o Brasil. As vagas disponibilizadas nas universidades e institutos são direcionadas a candidatos que prestaram o Enem, não zeraram a redação e se inscreveram no sistema de seleção, totalmente informatizado. Vamos tirar agora suas dúvidas sobre o SiSU!

O que você vai ler neste post:

  • Como participar do SiSU?
  • Como usar a cota no SiSU?
    • Como verificar o resultado do SiSU?
    • Como participar da lista de espera do SiSU?
  • Nota de corte no SiSU e nota mínima: qual a diferença?

Continue lendo o nosso post e veja quem pode participar do SiSU e tudo sobre as cotas.

Como participar do SiSU?

O Ministério da Educação realiza duas edições anuais do SiSU (uma em cada semestre) e permite a inscrição de estudantes que terminaram o ensino médio, fizeram o último Enem e não zeraram a prova de redação. O candidato pode se inscrever em duas opções de curso.

Tradicionalmente, são oferecidas mais vagas na edição do primeiro semestre do que a do segundo. No primeiro SiSU de 2020, por exemplo, foram oferecidas 237.128 vagas de 128 instituições de ensino superior públicas. Já a edição do segundo semestre costuma oferecer cerca de 60 mil vagas. Uma novidade é que, desde a edição do segundo semestre de 2020, o SiSU oferta vagas de curso de medicina.

As inscrições são realizadas pelo site.  Fique ligado nas datas do SiSU 2021/1:

  • Inscrição: 6 a 9 de abril
  • Resultado: 13 de abril (chamada única)
  • Lista de espera: 13 a 19 de abril
  • Matrículas: 14 a 19 de abril

life time GIF by andregola

O MEC prevê a realização do SiSU 2021/2 em junho, mas o cronograma pode ser adiado para se adequar ao calendário acadêmico das universidades públicas. Se for adiado, deve ser realizado no final de junho:

  • Datas 2021/2 (previsão)
  • Adesão das instituições: 3 a 7 de maio
  • Inscrições: 7 a 10 de junho
  • Resultado: 14 de junho
  • Matrícula: 15 a 21 de junho

O SiSU é um programa totalmente gratuito, o estudante não paga nada para se inscrever e também é isento de mensalidades. O sistema de seleção substitui o vestibular em grande parte das universidades públicas brasileiras. Fique atento que o SiSU não oferece bolsas de estudos. É a forma de acesso às vagas das instituições públicas de ensino superior. 

Algumas exceções de instituições que não aderiam ao SiSU são a Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), a Universidade de Brasília (UnB) e a Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Confira todas as instituições que estão no SiSU 

Como usar a cota no SiSU?

As instituições participantes do SiSU cadastram no sistema, além das vagas, sua política de cotas. Para as universidades, institutos e centros federais, por exemplo, há a Lei 12.711/2012 (Lei de Cotas), que reserva vagas para estudantes que concluíram todo o ensino médio em escolas públicas. As universidades estaduais e municipais também podem reservar vagas no SiSU, de acordo com as leis do estado ou do município.

Se você vai concorrer pelo sistema de cotas, a opção é feita no momento da escolha do curso no SiSU. O sistema informa a quantidade de vagas de cada modalidade e os requisitos para concorrer. Os documentos comprobatórios devem ser entregues no momento da matrícula. 

Veja também:

Como verificar o resultado do SiSU?

O SiSU é um sistema automático e seleciona os candidatos melhores classificados em cada curso, segundo as notas obtidas no Enem e eventuais ponderações (pesos atribuídos às notas ou bônus). Portanto, as maiores pontuações vão recebendo os primeiros lugares, até que todas as vagas daquele curso sejam preenchidas. 

Só são selecionados os candidatos classificados dentro do número de vagas oferecidas pelo sistema, de acordo com o curso escolhido, por tipo de concorrência. Importante! Em casos onde a nota do estudante permita sua classificação em duas opções de vagas (primeira e segunda opção SiSU), ele será convocado apenas para a primeira opção.

 

computer clicking GIF by stinasketch

 

Algumas instituições podem adotar notas mínimas e/ou médias mínimas para a inscrição em determinados cursos, como medicina, por exemplo. Caso o candidato queira fazer sua inscrição, mesmo tendo obtido nota abaixo daquela estabelecida como mínima para o curso desejado, receberá o alerta do sistema. 

Fique atento ao prazo que foi dado para efetuar sua matrícula! A confirmação da sua vaga só é efetivada com a matrícula. 

Como participar da lista de espera do SiSU?

O candidato que se inscrever no SiSU e não for selecionado nas opções de chamada única regular do sistema, ainda tem a oportunidade de entrar na universidade. Será possível ingressar na lista de espera SiSU e optar pela primeira ou segunda opção de curso informada no momento da inscrição.

 

O candidato que integrar a lista de espera do SiSU deve acessar o sistema durante o período determinado no cronograma e, em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera.

 

Atenção total porque, nesse caso, caberá à própria instituição de ensino convocar o estudante. O candidato deve acompanhar as convocações da lista de espera da instituição na qual tenha manifestado interesse de ingresso.

Nota de corte no SiSU e nota mínima: qual a diferença?

Nós já falamos sobre nota de corte aqui no blog. Nos cursos de medicina essas notas costumam ser bem altas por causa da relação entre concorrência e o número de vagas. No SiSU, além da nota de corte, algumas instituições podem criar notas mínimas para acesso a alguns cursos, como medicina, por exemplo. A nota mínima é fixa, ou seja, ela não vai variar de acordo com a pontuação dos candidatos. Dessa forma, já é possível saber se a pontuação é suficiente para ingresso no curso.

Já a nota de corte é calculada diariamente pelo sistema enquanto as inscrições estiverem abertas. A nota de corte é diferente da nota mínima porque não veta a participação do candidato, funciona como uma base para que possam saber qual posição está ocupando diante dos outros concorrentes para o mesmo curso e instituição.

 

Veja também

Ver Todas
Blog

Saiba tudo sobre os alunos fantasmas no SISU

Notícias

Inscrições abertas para o Prouni Recife

Notícias

Quer bolsa de estudos? A Unigram te dá!

Quer o MEM na palma da mão?