Como pagar a graduação de Medicina mesmo sem dinheiro?

Blog
Reading Time: 4 minutes

Ser um Medaholic não é uma tarefa fácil. Isso porque ser apaixonado e escolher uma das profissões mais fascinantes do mundo envolve muitas situações que vão muito além do amor e da vocação. A questão financeira é uma delas.

 

O curso de Medicina é o mais caro do Brasil. Com mensalidades entre 3 e 12 mil reais, a graduação em uma universidade particular acaba se tornando impossível para grande parte dos interessados, já que nem todo mundo tem condições de desembolsar uma quantia como essa. A opção que resta é procurar uma universidade pública, mas é aí que entra mais uma situação um tanto quanto complicada para o Medaholic enfrentar: a concorrência. 

 

E se já é preciso uma boa dose de foco, força e fé para conseguir ser aprovado no vestibular de Medicina de uma universidade particular, conseguir uma vaga em uma universidade pública exige muito mais. A concorrência é ainda maior e as notas de cortes são altíssimas, o que nos faz voltar para a opção anterior, das universidades particulares. 

 

Calma que eu sei que você não ganhou na mega sena (nem eu, infelizmente), mas para quase tudo nessa vida existe solução e para pagar a universidade também. O nome dessa “solução” se chama “Fundo de Financiamento Estudantil”, ou se preferir, só “Fies”. 

 

O que é o Fies? 

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), é um programa do Governo Federal, criado em 1999 para (como o próprio nome já diz) financiar o ensino superior em instituições privadas do Brasil. 

 

O diferencial do Fies foi a cobrança de juros mais baixos do que os outros financiamentos já disponíveis. Porém, a partir de 2017 houve um upgrade no programa que passou a se chamar “Novo Fies” e uma das novidades foi a possibilidade de financiamento com juros zero. 

 

Como funciona? 

Duas vezes ao ano, no início de cada semestre letivo, o Fies abre vagas para que os estudantes interessados possam financiar a graduação que estão fazendo ou que desejam fazer. 

 

O financiamento é válido para cobrir todo o curso e o estudante só começa a pagar por ele após a formatura. 

 

Como conseguir? 

Para conseguir o financiamento, o estudante precisa fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e se enquadrar nos pré-requisitos estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC). Mas uma coisa é certa, quanto maior a nota do Enem, maior a chance de conseguir o financiamento. (e quando se trata de medicina então…)

 

Pré-requisitos

  • Tirar pelo menos 450 pontos na média das provas do Enem e não zerar a redação em qualquer edição a partir de 2010;
  • Ter renda familiar bruta mensal de no máximo três salários mínimos por pessoa.

Se liga aqui

Não pode participar do programa o candidato que:

  • Já tenha sido beneficiado com o Fies (nesse caso o raio só cai uma vez no mesmo lugar);
  • Seja beneficiado com bolsa integral do Prouni (parcial pode)
  • Seja beneficiário de bolsa parcial do ProUni em outro curso que não o da inscrição do FIES;
  • Estiver com a matrícula trancada;
  • Estiver inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE / CREDUC).

 

Novo Fies

O novo Fies foi anunciado no final de 2017, passando a ser válido em 2018. Nesse novo modelo do programa, passou a oferecer três modalidades de financiamento.

 

Modalidade I

Destinada para estudantes de todo o Brasil, com renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. São 100 mil vagas sem cobrança de taxa de juros.

 

Modalidade II

Destinada para estudantes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos. São 150 mil vagas com taxa de juros variável, de acordo com a instituição financeira responsável pelo financiamento.

 

Modalidade III

Destinada para estudantes de todo o Brasil, com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos. São 60 mil vagas com taxa de juros variável, de acordo com a instituição financeira responsável pelo financiamento.

 

Novidade

A partir do segundo semestre de 2020, o Fies não apresenta mais critério de renda, ou seja, o programa não exige mais uma limitação máxima para participar do processo seletivo.

 

Inscrições

Como citado acima, o Fies abre inscrições duas vezes ao ano, no início de cada semestre letivo. As inscrições para o primeiro semestre de 2021 já aconteceram e agora é a vez das inscrições para o segundo semestre (que inclusive já estão abertas e se encerram próxima sexta-feira, dia 30).

 

Como se inscrever?

A inscrição é feita exclusivamente pela internet, no site do Sistema informatizado do Fies (SisFies). 

 

Segue o fio 

  •  Inscrição no sistema 
  • Para se inscrever no sistema, o estudante deverá informar o seu CPF, data de nascimento, um endereço de e-mail válido e cadastrar uma senha que será utilizada para acessar o sistema;
  • Após isso, o estudante receberá um e-mail para validação do cadastro;
  • Após a validação, o candidato deve continuar a preencher seus dados, indicar o curso desejado e a instituição de ensino.
  • Inscrição 
  • O estudante pré-selecionado deverá acessar o site do SisFies dentro do prazo de 04 à 06 de agosto e informar os dados do financiamento que deseja realizar como, por exemplo, as informações do fiador, de renda e de alguns documentos.
  • Validação das informações
  • Após a conclusão da inscrição no SisFies, o candidato deverá ir à instituição de ensino que escolheu para validar as informações cadastradas no site. Esse processo é feito na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA).
  • Contratação do financiamento
  • Após a validação das informações na CPSA, o estudante e o fiador (se tiver) deverão ir ao banco escolhido no cadastro do SisFies para assinar o contrato de financiamento. 

 

Preciso de fiador?

Só precisa de fiador o candidato que:

  • For bolsista parcial do ProUni;
  • Esteja matriculado em cursos de licenciatura;
  • Tenha renda familiar bruta mensal de até 1,5 salários mínimos por pessoa.

Resultado 

O resultado dos candidatos aprovados é divulgado no site oficial do Fies. A lista de pré-selecionados deste segundo semestre de 2021 está prevista para ser liberada no dia 03 de agosto.

 

Cronograma

Inscrições: De 27 à 30 de julho

Resultado pré-seleção: 03 de agosto

Complemento das inscrições: 4 a 6 de agosto

Lista de espera: 04 à 06 de agosto

Comentários

  1. Rosicleyde disse:

    O fies está ,quase como é Enem ,notas muito alta ,as faculdades desponibisa muito poucas vagas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Notícias

Reprodução assistida no Brasil: CFM publica atualização

Notícias

Internato em medicina: É a melhor fase do curso?

Blog

Estratégias para escrever uma boa redação no Enem

Cadastre-se e garanta o melhor guia
para a sua aprovação em medicina