Como passar no Enem: especificamente em medicina

Blog
Reading Time: 4 minutes

Como passar no Enem, especificamente em medicina? O curso é difícil de entrar, mas não impossível. Tudo vai depender da sua preparação.

Durante o Ensino Médio o aluno se prepara, quase que integralmente, para ingressar no ensino superior. De fato, há cursos mais fáceis de entrar e outros bem mais difíceis, como é o caso de Medicina. Isso acontece em todo o país, principalmente, nas universidades públicas! Há cursos de Medicina em universidades privadas, mas os altos valores das mensalidades podem torná-los inacessíveis para boa parte dos estudantes.

O Exame Nacional do Ensino Médio(Enem), é a principal porta de entrada para esses estudantes, principalmente os que desejam entrar numa universidade pública.

Porém, a sua nota do Enem pode te classificar em universidades particulares também, pelo Prouni, pelo Fies, ou você pode usar sua nota do Enem como processo seletivos das instituições de ensino particulares. 

Vamos te dar algumas dicas de como fazer a organização nos estudos e realizar seu sonho de ser médico, que são:

Como me preparar para Medicina?

Quanto mais cedo decidir pela Medicina, melhor! Exatamente por ser um curso bastante concorrido para ingressar, quem larga na frente tem mais vantagem. Isso significa dizer que, quanto antes você decidir fazer medicina, melhor! 

Mas se você já concluiu o ensino médio, e já está afastado dos estudos há algum tempo, calma, você também está na vantagem, é só nos acompanhar, e aproveitar essas dicas, podem ser um divisor de água nos seus estudos. E se você acha que não é para você porque já passou do colegial, ou não tem a idade média dos vestibulandos, confira a história do aprovado aqui no portal, lá tem vários relatos de alunos de medicina que conseguiram passar em medicina pelo Enem, que já haviam concluído o ensino médio. Ou seja, é possível pata todo mundo.

Quando você já começa a se preparar ainda no primeiro ano do Ensino Médio, por exemplo, é óbvio que o volume de assunto vai sendo absorvido ao longo de três anos e você não sente tanto o ‘peso’ da responsabilidade em dar conta de tanto conteúdo.

Peço calma novamente para quem não está na bolha do ensino médio, com organização, é possível. 

Organize seus estudos

Um grande desafio inicial é organizar o tempo e o local de estudo. Nós temos um post sobre como organizar uma rotina de estudo em casa, e isso é fundamental para começar a preparação.

Depois de conseguir um local silencioso e confortável, estabeleça metas diárias de estudo, organize um cronograma de estudos para Medicina, com livros, podcasts e outros tipos de metodologia de estudos. Esse planejamento semanal pode te ajudar nisso, destrinchando o que será estudado em cada turno e a periodicidade.

Peça ajuda aos professores nessa tarefa. Inclusive de dicas para dinamizar o aprendizado e não se esqueça de diversificar as formas de aprendizado utilizando a tecnologia ao seu favor. Não precisa ser CDF para passar em Medicina. Confira algumas dicas para quem vai prestar o Enem focado em  Medicina.

Baixe aqui nosso planner de estudos e organize ainda mais sua rotina de estudos.

Priorize conteúdos para passar no Enem

  • Pesquise a faculdade que você quer, leia o edital, veja quais conteúdos têm mais peso na referida faculdade;
  • Tem que estudar tudo, mas focar no peso das provas do Enem que cada faculdade cobra, isso também vale para vestibular direto, certo?
  • Independente do peso, quando falamos no Enem, você precisa focar em duas disciplinas: Redação e Matemática, elas são provas que podem colocar sua nota lá em cima;
  • Escreva uma redação por semana e a corrija;
  • Matemática, estude todos os dias, pelo menos 30 minutos por dia, comece pela matemática básica, para evoluir nos outros conteúdos;
  • Foque nesses conteúdos: trigonometria, geometria analítica, probabilidade, análise combinatória, algoritmos, normalmente são conteúdos que caem no Enem de forma mais complexa;
  • Vale ressaltar que a matemática básica serve para outras disciplinas como biologia, física, química e geografia;
  • Estude os conteúdos mais recorrentes, e como saber quais são esses conteúdos? Respondendo provas antigas do Enem;
  • Além de conhecer os conteúdos, você vai saber como está seu desempenho, o que você domina e o que você precisa melhorar;
  • Domine habilidade leitora;
  • Organize sua rotina de estudos. Esses conteúdos precisam estar bem distribuídos no seu dia a dia;
  • Exceto matemática, você pode ter flexibilidade nos conteúdos estudados;
  • Corrija todas as questões que você errou, e faça uma análise do que precisa melhorar.

 

Participe de simulados

Simulados são fundamentais na jornada de preparação para passar no Enem, principalmente quando o seu foco é passar em medicina. Isso porque as provas são “simuladas” no nível de exigência das provas nos processos seletivos, podem medir o nível da sua preparação e onde você deve dar mais atenção: qual disciplina você tem maior dificuldade de aprendizado e como solucionar esse problema.

Os simulados, geralmente, são produzidos com questões de processos seletivos anteriores e, portanto, você não deve achar que exatamente aquelas questões podem cair nas provas novamente. Eles servem como testes de conhecimento. Por isso, a preparação tem que ser intensa para que você não tenha surpresas desagradáveis na prova.

Faça nosso simuladão para o Enem e fique mais preparado para arrasar na prova!

Preze pela qualidade do estudo

Não adianta querer estudar doze horas por dia se seu corpo não aguenta. A qualidade é mais importante do que a quantidade. As horas de estudo têm que respeitar seu ritmo de concentração e de disposição. Por isso, o planejamento ajuda muito a diluir os assuntos ao longo de horários específicos.

É fundamental que você divida seu tempo de forma que contemple atividades físicas, boas noites de sono e momentos com a família. Estudar intensamente é uma atividade muito solitária. Exatamente por isso que você precisa criar estratégias para não adoecer fisicamente e, principalmente, ter um esgotamento mental que possa desencadear transtornos como ansiedade, por exemplo.

Forme grupos de estudo

Como dissemos, estudar pode ser muito solitário, mas você pode diversificar participando de grupos de estudo. Esse pode ser um momento de troca de experiências e um espaço para tirar dúvidas, dividir angústias e, quem sabe, dar boas risadas.

Procure saber se na sua escola, ou no seu cursinho, há o incentivo a esse tipo de atividade envolvendo, inclusive, os professores e equipe pedagógica. Se não tiver, procure saber se há iniciativas dos alunos ou você mesmo pode propor a criação de um grupo de estudos com foco na preparação para o Enem. Todos com o mesmo objetivo fica mais fácil para estudar todas as matérias.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Blog

Vem conferir os próximos vestibulares de medicina

Blog

Entenda tudo sobre a redação e tire nota 1000

Blog

Educação como investimento: Por que é importante investir na educação?

Cadastre-se e garanta o melhor guia
para a sua aprovação em medicina