Dietas que ajudam a melhorar o desempenho nos estudos

Blog
Reading Time: 2 minutes

Você já deve ter se cansado de ouvir falar sobre a importância da alimentação saudável para ter uma boa qualidade de vida, e hoje nós vamos discutir como isso se aplica ao aprendizado. 

 

Só quem está vestibulando sabe o quão cansativa é a vida e a rotina do jovem estudante brasileiro. Passamos horas e horas em frente ao computador assistindo aula, respondendo questões, lendo livros e, com tanta atividade assim, às vezes nos esquecemos de nos alimentar ou nos alimentamos muito mal. 

 

O problema, é que fazer isso é um grande erro, principalmente para nós, jovens estudantes que estamos lutando para prestar o vestibular. E quem diz isso não sou eu, sua mãe ou a tia que adora fiscalizar nosso prato. O alerta foi feito pela nutricionista Priscila Ribeiro, que para facilitar minha vida e a sua, trouxe várias dicas de alimentação.

 

“Para o nosso cérebro funcionar bem, ele precisa estar nutrido e irrigado. As vitaminas do complexo B, magnésio, selênio e zinco, são minerais super importantes e necessários para uma boa função cognitiva. Já os alimentos ultra processados como os fast foods e biscoitos, não é a melhor opção quando pensamos em nutrir o corpo e o cérebro”, disse Priscila.

Tomar estimulantes como o café melhora o desempenho?

Quem nunca tomou aquele cafezinho para tentar espantar o sono e se concentrar mais nas aulas? Eu já! E olha que, em partes, ele ajuda mesmo viu. Olha o que diz a Dr. Priscila.

“Tudo depende da dosagem e do indivíduo. A taurina e cafeína deixam as pessoas mais alertas e atentas, então dependendo da dosagem, podem sim ser uma estratégia. Porém, quando se tem um acesso há uma sobrecarga de estimulação da dopamina e isso pode causar resistência ou mascarar o verdadeiro problema que pode ser cansaço”.

“Além disso, se você não tiver uma boa noite de sono e descansar, os estimulantes até vão te deixar mais alerta, mas o seu cérebro não vai conseguir processar nada. Você não vai aprender nada”, completou.

Dicas de alimentos e cardápios para turbinar o cérebro:

Chocolate amargo

Pode doce? Pode sim! Mas só uma barrinha ok?  “O chocolate  é rico em cacau que tem magnésio e auxilia na vasodilatação cerebral.

 

Vegetais e folhas verde-escuras

Couve, espinafre e brócolis são ricos em Vitamina K e Betacaroteno.

 

Oleaginosas

Castanha de caju, amendoim, nozes, sementes de abóbora, são ótimos para o cérebro pela quantidade de selênio presente nelas.

 

Frutas 

As frutas também. Maçã, manga, kiwi, abacate, uva…

 

Ovos

Os ovos são excelente fonte de proteínas, com destaque para a albumina, o alimento possui preciosidades como a luteína, aquele pigmento que pertence ao grupo dos carotenoides. Além disso, a gema do ovo também está repleta de colina, uma das vitaminas do complexo B.

 

ômega-3

Peixes como sardinha e salmão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
MEM Responde

Qual o valor do curso de Medicina em Goiás?

Blog

História do Aprovado: Universidade Federal de Sergipe – Campus Lagarto

Blog

Saúde Mental e Estudos: como não se cobrar demais

Quer o MEM na palma da mão?