Enem 2022: Ciclo do nitrogênio e Efeito Estufa

Blog
Reading Time: 3 minutes

Ei medaholic, venha aqui! Tenho certeza que esse conteúdo vai te interessar, hoje vamos falar sobre Biologia, mais especificamente sobre Ciclo do nitrogênio e Efeito Estufa, assuntos de milhões para o Enem, ou vestibulares diretos.

Eu tô ligada que você ficou interessado, então senta aí bem confortável, e se liga nessas dicas que o professor de Biologia Breno Moura, separou para você.

 

Ciclos Biogeoquímicos

Os elementos mais químicos mais importantes que compõem o corpo dos seres vivos são principalmente, carbono, oxigênio, hidrogênio e nitrogênio

 Estes componentes da matéria viva são cobrados de forma recorrente dentro do tema de ciclo biogeoquímico nas provas do ENEM. Estiveram presentes nas provas em 2020 (carbono e nitrogênio), 2019( nitrogênio), 2017 (nitrogênio),  2016 (nitrogênio-2questões), 2014 ( nitrogênio), 2011 (nitrogênio).

Há uma grande probabilidade do ciclo do nitrogênio estar presente na prova de 2022, uma vez que não caiu na prova de 2021, então vamos revisar:

 

Ciclo do Nitrogênio

 Sabemos que 78% da nossa atmosfera é formada de nitrogênio na forma de gás nitrogênio, não podendo ser utilizado pela maioria dos seres vivos.

Desta forma, seu aproveitamento só é possível através da fixação biológica, onde é convertido em amônia (NH3).

A transformação de N2 em NH3 é chamada fixação. Essa fixação, na natureza, é realizada pelas bactérias, cianobactérias e fungos, que podem viver livres no solo ou associados a plantas, é denominada fixação biológica ou biofixação.

Bactérias do gênero Rhizobium, cianobactérias dos gêneros Anabaena e Nostoc e certos fungos são organismos fixadores de nitrogênio e vivem associados a plantas, principalmente leguminosas.

As plantas que produzem frutos com forma de vagem são consideradas leguminosas, como, por exemplo:

  • Feijão;
  • Ervilha;
  • Grão-de-bico;
  • Soja;
  • Amendoim;
  • Jacarandá;
  • Unha-de-vaca;
  • Tremoço;
  • Alfafa;
  • Lentilha.

Esses microorganismos vivem em nódulos nas raízes dessas leguminosas. Eles recebem da planta proteção e alimento e em troca fornecem, para a planta, um farto suprimento de nitrogênio aproveitável (NH3).

 A amônia, produzida pelos biofixadores de vida livre (bactérias dos gêneros Azotobacter – aeróbias – e Clostridium – anaeróbias) no solo ou na água, é transformada em nitrito (NO2) e, posteriormente, em nitrato, pela ação das bactérias nitrificantes (Nitrosomonas, Nitrosococcus e Nitrobacter).

A transformação de amônia (NH3) em nitrato (NO3) é chamada nitrificação.

 

A nitrificação compreende de duas etapas: na primeira, a amônia é transformada em nitrito e, na segunda, o nitrito é transformado em nitrato.

A primeira é denominada nitrosação e a segunda, nitratação.

Essas bactérias são quimioautótrofas, isto é, autótrofas e quimiossintetizantes. Elas utilizam a energia liberada na nitrificação para produzir as suas substâncias orgânicas.

A amônia produzida pelos biofixadores ou pela amonificação pode ser aproveitada pelas bactérias nitrificantes ou ser transformada em N2 (nitrogênio livre), desprendendo-se para a atmosfera.

Essa devolução do N2 para a atmosfera é conhecida por desnitrificação e é realizada pelas bactérias desnitrificantes (Pseudomonas denitrificans).

A desnitrificação é necessária porque, se não ocorresse, a concentração de nitratos no solo aumentaria em proporções imprevisíveis.

IMPACTOS AMBIENTAIS

Todos os anos, pelo menos, uma questão de impactos ambientais está presente na prova do ENEM. Em um ranking dos cinco mais destaco aqui.

  • 1° Aquecimento Global (efeito estufa)
  • 2° Eutrofização
  • 3° Poluição Industrial
  • 4° Bioacumulação (Presente em 2021, menor chance em 2022)
  • 5° Vazamento de Petróleo

Vamos revisar o n 1 do ranking.

  1. Efeito Estufa e Aquecimento Global:

 O efeito estufa é um processo natural e necessário que acontece quando uma parcela dos raios infravermelhos solares refletidos pela superfície terrestre é absorvida por determinados gases presentes na atmosfera.

Como consequência disso, a temperatura da Terra permanece maior do que seria na ausência desses gases. O efeito estufa dentro de uma determinada faixa é de vital importância pois, sem ele, a vida como a conhecemos não poderia existir.

Os gases do efeito estufa (dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O), CFC´s (CFx Clx )) absorvem alguma da radiação infravermelha emitida pela superfície da Terra, e radiam por sua vez alguma da energia absorvida de volta para a superfície.

Como resultado, a superfície recebe quase o dobro de energia da atmosfera do que a que recebe do Sol e a superfície fica cerca de 30ºC mais quente do que estaria sem a presença dos gases. A emissão excessiva destes gases estufa está provocando mudanças nas condições climáticas da Terra, fenômeno conhecido como aquecimento global.

Aquecimento Global

O aumento da temperatura da Terra pode ser catastrófico, na medida que irá provocar alterações na incidência de fenômenos climáticos, tais como:

  • Secas e estiagens;
  • Tempestades, furacões e ciclones;
  • descongelamentos das calotas polares e consequente aumento dos níveis dos oceanos.

Apesar de algumas ideias divergirem neste ponto, é inegável que há uma relação direta entre a emissão de CO2 e aquecimento global.

Hoje, a maior parte do CO2 emitido para a atmosfera provém da queima de combustíveis fósseis e de queimadas de florestas, especialmente as tropicais.

Você também vai gostar de outros conteúdos:

Como estudar para o enem?

Atualidades para o Enem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Blog

Entenda sobre antiguidade clássica para o Enem

Blog

Apps que ajudam a aumentar sua produtividade

Sala de Espera

A IMPORTÂNCIA DA INFRAESTRUTURA PARA A MEDICINA – SALA DE ESPERA #18

Cadastre-se e garanta o melhor guia
para a sua aprovação em medicina