Entenda sobre antiguidade clássica para o Enem

Blog
Reading Time: 3 minutes

Faltam menos de 100 dias para o Enem 2022, e aqui vai uma dica valiosa: revisar assuntos recorrentes. Hoje vamos falar sobre os processos e as instituições políticas criadas pelos antigos gregos e romanos, entenda sobre antiguidade clássica para o enem. Sim! Conteúdo de História.

Se você acompanha nosso portal, sabe a importância das interdisciplinaridade, um conteúdo de história pode te ajudar na prova de geografia, ou vice-versa, e pode te de dar embasamento para construção de um possível tema da redação.

 

Vamos começar com uma curiosidade que é um fato

As instituições políticas no Brasil foram inspiradas nos princípios criados por esses primeiros democratas e republicanos,(gregos e romanos) respectivamente. 

Segundo o professor de história Gustavo Bonfim,  as práticas e os processos políticos atuais não são literalmente os mesmos dos de antigamente, e precisamos entender isso, além de precisarmos compreender a ação do ser entendido como cidadão dentro desses processos.

Qual o conceito de democracia?

A democracia surgiu nas cidades-estados da Grécia antiga, durante o primeiro milênio antes de Cristo, e tomou sua forma clássica no auge político da cidade de Atenas. Sua etimologia provém dos termos “demo” (povo) e “cracia” (governo), ou seja, significa literalmente “o governo do povo”.

O conceito de democracia pode ser definido por diversos aspectos. Vale ressaltar que as democracias se apresentam em graus diferentes de desenvolvimento.

Polis gregas/cidades-estados

As chamadas polis gregas ou cidades estados possuíam completa autonomia política, econômica, cultural e religiosa. O poder era exercido por um pequeno grupo de proprietários de terras, constituindo uma Oligarquia.

 

O pai da democracia

Em 510 a.C, Clístenes visava restaurar o equilíbrio entre grupos sociais de Atenas, suas reformas fortaleceram as instituições democráticas atenienses.

E por que, você pode questionar? Depois de diversas tentativas de tirar tiranos do poder, Clístenes conseguiu esse feito, por um profundo conflito social, e instalou em Atenas as condições para a implantação da Democracia, que é baseada nos ideais de igualdade.

 

Instituições políticas

As instituições políticas eram organizadas na Ágora e o que é isso?

Praça principal das antigas cidades gregas, local em que se instalava o mercado e que muitas vezes servia para a realização das assembleias do povo, formando um recinto decorado com pórticos, estátuas, e também servia de centro religioso.

Eram dividas em dois grupos:

  • Eclésia– Assembleia do povo, participavam todos cidadãos atenienses livres, e o que rolava nessa Eclésia? Votação de leis, diálogos políticos, escolha de magistrados, assuntos religiosos, além de questões de guerra e paz.
  • Bulé – tinha a função de analisar e preparar os projetos de lei, supervisão da administração pública, e debate de toda questão diplomática.

 

Qual o conceito de República?

O termo república deriva do latim Res Publica, e significa “coisa pública”, isto é aquilo que diz respeito ao interesse público de todos os cidadãos. A República é um modelo de organização política que teve origem na Roma Antiga.

É a forma de governo de um país, com poderes constituídos a partir da decisão de representantes ou cidadãos.

O parlamento, atualmente, compõe a estrutura política tanto de regimes presidenciais( onde o presidente é o chefe do governo e o chefe de estado ao mesmo tempo), como o brasileiro e o estadunidense, quanto de regimes monarquistas, como o Reino Unido, por exemplo.

Também existe uma variação do modelo misto, o parlamento presidencialista, em que o presidente é o chefe de Estado e o primeiro ministro chefe do governo. 

 

O Senado na república romana

O senado foi a principal instituição política da sociedade romana, era composto por 300 senadores.

Funções do senado:

  • Administração das províncias;
  • Práticas religiosas;
  • Administração da política externa;
  • Supervisão do tesouro público
  • Escolha dos magistrados;
  • Confirmação das leis (ou não) votadas pela Assembleia Centurial.

 

Conflito das ordens

O Conflito das Ordens foi uma disputa política entre plebeus (“comuns”) e patrícios (“aristocratas”) na antiga República Romana e que durou de 494 até 287 a.C., no qual os plebeus lutaram por igualdade política com os patrícios. O conflito teve um papel preponderante no desenvolvimento da Constituição republicana.

Os plebeus reivindicavam leis escritas, casamento entre indivíduos de classes diferentes, fim da escravidão por dívidas, e participação política.

Aqui tem mais conteúdos

 

O que você precisa saber sobre geografia.

Como se preparar para o vestibular de medicina 2023.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Blog

Vem conferir os próximos vestibulares de medicina

Blog

Entenda tudo sobre a redação e tire nota 1000

Blog

Educação como investimento: Por que é importante investir na educação?

Cadastre-se e garanta o melhor guia
para a sua aprovação em medicina