Conteúdo para o Enem – Estratégia para redação

Blog
Reading Time: 4 minutes

Faltam menos de 3 meses para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e vamos te ajudar a fazer 1000 pontos na prova do Enem, como? Estratégia para redação.

Lembrando que você pode fazer 1000 pontos com a redação do Enem, ela pode ser o divisor de águas na sua pontuação final

E caso você não saiba, a melhores escolas médicas começou a Corrida do Aprovado, que você pode acompanhar aqui no portal e em todas nossas redes sociais. 

E o que é a corrida do aprovado? Uma ajuda extra para turbinar seus estudos e te ajudar a recuperar o fôlego nessa reta final, ou se você começou a se preparar agora, essa corrida é para você também, além de organização, rotina e cronograma de estudos, o que mais você precisa saber para ter um bom resultado? 

Ter estratégia para elaborar uma boa redação. Hoje vamos falar sobre a Competência 5, uma das ferramentas usadas pelos avaliadores de correção da redação. 

Mas não para por aí, segue lendo o texto que tem dicas bônus.

 

O que é avaliado na competência 5?

Esse é o momento em que o avaliador cobra da redação uma elaboração de proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos e avaliando se o vestibulando consegue desenvolver uma ideia e justificá-la de forma humanizada.

Proposta de intervenção

De acordo com a cartilha de redação do Enem, “Propor uma intervenção para o problema apresentado pelo tema significa sugerir uma iniciativa que busque, mesmo que minimamente, enfrentá-lo.”.

Essa intervenção necessita de 5 elementos de composição, são eles:

  • Ação;
  • Agente;
  • Meio;
  • Efeito;
  • Detalhamento.

Confira a definição de cada um deles de acordo com a professora de redação Graziela Correia do Portal Melhores Escolas Médicas.

 

Agente

  • “Esse agente é dado como o ator apontado para que a ação seja realizada” simples assim, afirma a professora.
  • Nesse caso, a pergunta a ser respondida é “Quem executa?”. 
  • Vejamos o exemplo a seguir, cujo agente a promover a ação é o ´´Estado´´:
  • “Ademais, é importante que o Estado, em parceria com as escolas promovam palestras elucidativas a toda a população.”

Ação

  • ´´Normalmente  a ação vem depois do agente. Ao defini-la, o estudante estará apontando o que deverá ser feito pelo agente para resolver a problemática.´´ afirma Graziela.
  • Vejamos como funciona na prática, através do exemplo:
  • “Dessa forma, é necessário que o governo crie leis rigorosas que regulamentem o uso de dados privados, fazendo assim a proteção do direito de livre arbítrio do cidadão”

Meio

  • Nesse elemento, será enfatizada como se dará a ação, através de quais meios ou de que modo.
  • Exemplo:
  • “Portando, é necessário que os governos, aliados às multinacionais responsáveis pela fiscalização e gerenciamento das redes sociais, demonstrem, através de projetos, propagandas e palestras, a influência indireta que os usuários sofrem.

Efeito

  • O efeito é o elemento que corresponde aos resultados pretendidos pela ação proposta. Ele pode vir expresso por meio de uma estrutura indicativa de finalidade, consequência ou conclusão.
  • A pergunta a ser respondida é “para quê?”.
  • Exemplo:
  • “Programas de televisão, rádio e jornais precisa promover propagandas com o objetivo de mostrar a importância de proteger dados pessoais”

Detalhamento

  • O detalhamento é o elemento que agrega informações aos outros elementos, tendo o papel de fazer com que a proposta de intervenção seja mais elaborada e concreta, seja através de exemplos ou dados referenciais.
  • A questão a se responder é “que outra informação sobre esses elementos foi acrescentada pelo participante?”
  • Por exemplo:
  • Portanto, medidas devem ser tomadas. O governo deve promover, mediante mídias influenciadoras, e comprometidas com a verdade, campanhas a fim de conscientizar a população brasileira dessa manipulação.

Agora que você já está por dentro dos 5 elementos, lembre-se de que todos eles devem estar de acordo com as diretrizes dos direitos humanos, como:

  • Dignidade humana;
  • Igualdade de direitos;
  • Reconhecimento e valorização das diferenças e diversidades;
  • Laicidade do Estado;
  • Democracia na educação;
  • Transversalidade, vivência e globalidade;
  • Sustentabilidade socioambiental.

Fique atento!

Quase 96 mil estudantes zeraram a redação do Enem na edição de 2021, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Enem). O principal motivo que levou os alunos a terem a prova zerada foi redações em branco, representando 43.391 casos. Em seguida, fuga ao tema, em 28.408 casos. Os demais foram: cópia do texto motivador (7.551), texto insuficiente (6.215), não atendimento ao tipo textual (4.865), parte desconectada (2.818), e outros motivos (2.540). Como você notou, a reprodução de trecho ou da íntegra do texto motivador, assim como a fuga do tema são alguns pontos que já vão te orientar sobre o que não pode citar na redação do Enem. 

Não faça isso!!!

  • Desrespeito aos direitos humanos;
  • Linguagem coloquial;
  • Erros gramaticais (acentuação, ortografia, pontuação, etc);
  • Erros de concordância e regência verbal ou nominal;
  • Escrever um texto que não é coeso ou coerente;
  • Não detalhar a proposta de intervenção, etc.
  • Escrever o texto predominantemente em outro idioma que não seja português;
  • Inserir qualquer tipo de identificação fora do lugar designado para isso (assinatura, nome, apelido ou rubrica, por exemplo.
  • Inserir um trecho desconectado do tema no meio da redação;
  • Inserir desenhos ou outras formas não verbais no texto;

 

Dica bônus, eu falei que tinha. 

A Professora Kátia Regina, explica melhor sobre esse assunto. Se liga:

Para atingir a pontuação máxima na redação do Enem, ou seja, a nota 1000, o texto precisa apresentar:

  • Domínio da Escrita Formal;
  • Compreensão da proposta apresentada (para isso, é preciso abordagem completa do tema.); Estrutura Dissertativa-argumentativa e Repertório sociocultural (legitimado, pertinente e com uso produtivo);
  • Argumentação de forma consistente e organizada, com autoria, em defesa de um ponto de vista;
  • Mecanismos linguísticos (eles irão auxiliar na construção argumentativa);
  • Proposta de intervenção exequível, sem ferir os direitos humanos e articulada à discussão e com os 5 elementos válidos (agente + ação + meio + efeito + detalhamento). Falamos sobre isso alguns parágrafos acima, então vale a pena entender, viu?

Pode parecer clichê, mas os clichês são necessários

Ler é essencial, estar inteirado sobre assuntos da atualidade, se liga na interdisciplinaridade, matérias como geografia e história podem te ajudar no embasamento de possíveis assuntos.

Filmes, séries, livros, podcasts são excelentes fontes para reunir informações que vão deixar sua redação nota mil, lembre-se que você precisa ter conteúdo para escrever.

As habilidades são importantes sim, mas se não tiver o embasamento, seu texto pode fugir do tema, ser raso, e você estará fugindo de uma das estratégias para redação. 

Ah! por ultimo mas não menos importante, além de estratégia para redação, você precisa praticar, e para te ajudar, clica no link abaixo, tem um presente para você.

Treine sua redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Blog

Vem conferir os próximos vestibulares de medicina

Blog

Entenda tudo sobre a redação e tire nota 1000

Blog

Educação como investimento: Por que é importante investir na educação?

Cadastre-se e garanta o melhor guia
para a sua aprovação em medicina