História do Aprovado: Universidade Federal de Sergipe – Campus Lagarto

Blog
Reading Time: 3 minutes

A História do Aprovado hoje é com Mônica que ingressou na Universidade Federal de Sergipe. A medicina sempre foi uma possibilidade, mas não um sonho para Mônica, sua primeira opção  durante o ensino médio era cursar História, pela afinidade que tinha com as disciplinas de humanas.

Mas nem tudo são flores, chegou o momento do vestibular e Mônica não passou em nenhuma das opções que tinha escolhido.

Sabemos que alguns cursos não são tão bem vistos pela família, ou pela sociedade, e pressionada por seu pai, Mônica entrou em um cursinho preparatório para passar em Direito, olha só o mundo dando várias voltas na vida acadêmica dessa médica.

Aproveitou a oportunidade do cursinho e relatou:

“Durante o ensino médio eu não me dediquei aos estudos como deveria, e no ano seguinte, estudando, até então para Direito, voltei a me interessar por medicina, já que estava focada nos estudos.”

Mônica se preparou por um ano, e fez a prova do Enem, quando saiu o resultado a sua nota foi suficiente para entrar em medicina, ela ficou na chamada de espera em primeiro lugar. A graça foi alcançada, mirou em Direito pela vontade do pai, mas conseguiu entrar no curso de medicina.

Medicina nunca foi um sonho

Mônica contou para a melhores escolas médicas que nunca achou possível entrar em medicina, por alguns fatores.

“Sempre estudei em escola pública, a realidade e vulnerabilidade acaba sendo maior, comparado com os alunos que sempre tiveram acesso a outras oportunidades em escolas particulares, por exemplo. Esses alunos são direcionados para passar em medicina, acesso a materiais exclusivos, técnicas de prova, entre outras coisas, as quais no ensino público não tive acesso, por isso não considerei medicina um sonho, talvez uma possibilidade.”

O sonho real para Mônica veio depois da aprovação em medicina, por nunca ter sido seu principal objetivo, ela não tinha tanta noção do que a aguardava na graduação, então quando se formou foi a realização do seu sonho, por ter passado vários desafios dentro da faculdade de medicina.

Método de estudos

Apesar de ter feito cursinho preparatório, Mônica estudava mais em casa, por resolução de questões. Ela assistia às aulas no cursinho, anotava todo conteúdo, prestava atenção nas explicações, tirava dúvidas, mas a magia do estudo para ela acontecia quando estava em casa, ela encontrou o seu próprio método, estudo ativo.

Respondia todas as provas antigas do Enem, de 2008 até 2015. em 2016 foi o ano da sua aprovação.

Outra coisa que a ajudou muito foi praticar redação, ela ressalta que o que elevou a sua pontuação final do Enem foi a nota da redação. Praticava pelo menos uma vez por semana, e deu um “up” nas disciplinas de exatas.

Metodologia Ativa na Universidade Federal de Sergipe

A metodologia de ensino da Universidade Federal de Sergipe campus Lagarto é ativa, Mônica já estava um pouco familiarizada com esse método, devido ao cursinho, e à sua rotina de estudos em casa, porém a realidade na faculdade é um pouco mais complexa.

“Na faculdade eu tinha que me dedicar bastante a assuntos pré selecionados para discutir em sala de aula com os outros alunos, têm aulas expositivas com os professores, porém o que mais me fez aprender, foram as aulas práticas do ciclo clínico, unido com estudo ativo.”

Saúde Mental

Outro ponto muito importante que a melhores escolas médicas sempre bate na tecla e talvez ,para você possa parecer bobagem medahlolic, é cuidar da saúde mental.

“A experiência com a faculdade é muito densa, você entra de cabeça numa área muito rica, cheia de especificidades, tem que decorar conteúdo, tem que saber a prática, é uma área que você vc precisa se dedicar muito, porém nunca me martirizei por isso, se não fizer isso acabou? de jeito nenhum, é necessário encarar com leveza, respeitar seus limites, as vezes a vida exige que sua cabeça esteja boa, em momentos que você não está. Somos humanos, estamos suscetíveis a algumas situações, por isso cuide de sua cabeça, principalmente porque você está num curso que é dedicado a cuidar de pessoas, e para cuidar dos seus pacientes, você precisa estar bem.”

Mônica já está formada, e agora quer seguir o rumo da Psiquiatria, e deixa um recado para você medaholic, que está na jornada para entrar numa escola médica:

“O recado que eu tenho, para quem quer entrar em medicina, é entrar consciente, e estar pronto para não se fechar só naquilo, a vida é feita de  muitas outras coisas, a faculdade tem que ser vivida de maneira mais leve possível, se dedique a entrar e o que você vai encarar na faculdade tem que ser realista. Saber lidar com as frustrações, e não encarar o vestibular como um bicho de sete cabeças, mantenha sua essência, sua paz e seu sono, e se você não passar não é fim do mundo, e tudo acontece na hora certa e da maneira que tem que acontecer.” afirma Mônica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Notícias

Neuralink e a medicina

Blog

Desistir não é uma opção

Notícias

Vestibular da Fuvest 2023 sofre mudanças pela USP

Quero saber tudo do mundo Med!