Redação do Enem nota mil: tem segredo?

Blog
Reading Time: 5 minutes

Sabia que obter uma redação do enem nota mil não é tão difícil assim? Dá para alcançar a pontuação máxima e podemos provar!

A redação é parte integrante do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) que acontece todos os anos e seleciona alunos para ocupar vagas em universidades federais por todos o país.

Ela é o bicho papão dos estudantes e hoje vamos desmistificá-la!

A prova de redação do enem é extremamente técnica e exige que você entenda o que vai ser avaliado no texto até as competências mínimas cobradas para se sair bem. Mas uma pergunta que todos fazem…

Precisa mesmo ser CDF para ir bem na redação do enem e conseguir a minha vaga?

O Enem não é uma prova qualquer e sempre traz novidades nas suas abordagens. Seja nos títulos propostos como situação para resolução nas redações, até nos contextos trazidos nas questões objetivas das outras sessões (Ciências Humanas; Ciências da natureza; matemática e linguagens e suas tecnologias).

Mas não se assuste, manter-se atualizado é uma saída e isso não quer dizer que precise se tornar um CDF!

Sempre batemos na tecla dos cuidados com a saúde mental na hora de organizar a rotina e o método de estudo que se adapta melhor ao cotidiano, de forma individualizada, ajuda a ter fluxo e alcance de resultados no fim de cada ciclo, evitando frustrações.

Como já dissemos, a prova é técnica e tem a s suas engrenagens.

Agora, entenda como funciona a prova de redação do Enem

Entender como opera a feitura e critérios de avaliação da prova, nos dá Know-how (conhecimento) e para aqueles que nos orientam em cursinhos e na escola, a traçar estratégias de preparação para o grande momento. Esses macetes devem ser a nível  técnico, enquanto método, e o preparo psicológico precisa estar incluso no pacote, frente assumida por um profissional da área.

Dito isto, vamos aos principais pontos agora de avaliação da prova?

É preciso ver os noticiários e consumir mídias ao seu redor. Se mantenha atualizado!

Você já deve ter ouvido perguntas como essas durante alguma aula do cursinho ou ensino médio: “tem assistido aos telejornais?” Ou “viu tal artigo de tal revista sobre tal evento político, econômico ou social”?

Com certeza já e se sentiu como o Vincent Vega, “perdidíssimo!”.

Encontrar um canal de confiança para se informar é um desafio em meio a cultura da “desinformação”  que estamos vivenciado e também resquícios do hábito de não buscar fontes de credibilidade para ficar antenado.

Mas voltando para o tema da redação do enem, podemos usar como parâmetro os últimos anos para perceber a correlação do tema com pautas atuais e que estão nos meios de comunicação, evidenciados de alguma forma. Desde uma campanha institucional que faz uma denuncia nos veículos, até um teledocumentário no programa de domingo a noite.

Confira, agora, abaixo as situações problemas propostas:

2019 – Democratização do acesso ao cinema no Brasil

2018 – Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet

2017 – Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil

2016 – Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil

2015 – A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira

O tema é sempre macro e os textos de apoio se encarregam de afunilar a proposta, que é uma situação-problema e deve ter intervenção como argumento final da redação. Prestem muita atenção neles!

Estude a sua língua materna com o mesmo afinco que estuda as estrangeiras. Precisamos começar pela gramática!

Bem sabemos que o “internetês” dominou a comunicação das faixas etárias nativas do advento das tecnologias móveis. Cada vez mais, as abreviações são prevalentes nas conversas de bate papo online e já estão tão naturalizadas que se acaba negligenciando as regras gramaticais que rege a escrita da língua em questão, a odiada norma culta padrão.

Claro que o Enem tenta fugir das “gramatiquices”, mas a língua escrita deve seguir regras básicas para entendimento mútuo (de quem escreve e de quem corrige) e estabelecimento da comunicação para passar pela avaliação.

Seguir exemplos de sucesso podem te ajudar a ter um bom resultado. 

E é o que vamos ver no próximo tópico!

Use como parâmetro outras redações do enem nota mil

Segundo dados do MEC, no último ano de realização da prova   apenas 53 pessoas dos 3,9 milhões de estudantes que fizeram as provas obtiveram nota máxima na redação do enem. Por isso, é interessante saber o que já foi aprovado ou não pela instituição nos últimos anos.

No próprio site do Ministério você consegue encontrar exemplos de redação nota 100.

Saiba o que vão avaliar no seu texto

Os tópicos anteriores já trazem de maneira geral aspectos avaliados na prova do Enem cujo conhecimento de quem vai respondê-la é indispensável para evitar qualquer tipo de frustração. Ou seja, o preparo começa no entendimento de como a avaliação funciona.

Talvez essa etapa anteceda até mesmo o conteúdo obrigatório e de atualidades.

Como já falamos no tópico 2 desta sessão, o domínio da norma-padrão da língua portuguesa é essencial para ir bem na redação do enem e sabemos o quão é desafiador com as redes sociais regendo as relações no dia a dia.

Antes de começar a escrever, leia os textos base para compreender melhor a proposta de redação, assim evita fugir do tema.

Na hora de passar os argumentos pro papel, selecione e organize bem as informações para evitar confusão do corretor e, consequentemente, nota baixa.

Ao final, elabore uma boa proposta de solução para o problema social proposto, respeitando os direitos humanos.

Agora, os alertas!

Tô fora, pega minha nota mil e vou embora!

Fuja do zero! Em edições passadas vimos vários casos de redações com receitas de comidas, hinos de times futebolísticos e outras bizarrices que até parecem contos. Mas não são, podem acreditar!

A leitura cuidadosa das informações nos enunciados pode ser decisiva para ter uma redação do enem nota mil. E então, como evitar o zero?

  1. Não atendimento à estrutura do texto dissertativo-argumentativo
  2. Deixa a folha da redação em branco ou não passar a limpo da folha de rascunho para a de resposta;
  3. Texto com menos de sete linhas;
  4. Textos que contenha impropérios, desenhos, receitas e afins
  5. Parte do texto deliberadamente desconectada com o tema proposto ou que firam os direitos humanos

Agora vamos treinar?

Já trouxemos em outro blog vários exemplos de ferramentas para aumentar a produtividade e entre todas as competências a prática está entre as mais importantes. Logo, não adianta ficar lendo sobre variados assuntos e esquecer de colocar em prática.

Voltamos a dizer, a prova de redação de Enem é técnica e o domínio dos macetes potencializa as chances de obter nota máxima.

Que tal conhecer esses aliados?

A lista de apps e sites vão te ajudar na prática e se adequar aos critérios de avaliação propostos pela prova de Enem. Alguns deles são tempo, formato e até tema. Confira abaixo algumas sugestões!

  1. Google Assistente
  2. Hora do Enem
  3. Estratégia do Enem
  4. Pro Enem
  5. Coach COC
  6. Kultivi
  7. Fundação Getúlio Vargas
  8. Geekie Games
  9. Blog do Enem
  10. Brasil Escola Enem

Viu só? Não tem segredos! Para ficar preparado vai exigir tempo, mas não precisa ser um gênio para conseguir a pontuação máxima na prova redação do Enem. O segredo está em manter-se antenado e treinar bastante.

Siga a gente nas redes sociais e se tiver aquela dúvida sobre a Escola Médica dos sonhos, manda aqui para a gente que vamos te ajudar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Notícias

Neuralink e a medicina

Blog

Desistir não é uma opção

Notícias

Vestibular da Fuvest 2023 sofre mudanças pela USP

Quero saber tudo do mundo Med!