Prouni. É possível estudar numa IES privada sem pagar nada?

Matérias
Reading Time: 4 minutes

Há opções para quem sonha cursar Medicina em uma universidade privada, mas o orçamento tá curto. É muito importante fazer uma análise cuidadosa da sua capacidade financeira, socioeconômica e avaliar onde seu perfil se encaixa. A partir daí, é fazer uma pesquisa para aproveitar as oportunidades.

 

Mas, é possível sim estudar Medicina em uma Universidade privada e não pagar nada, através de bolsas de estudo. Neste post você vai conhecer o ProUni e outras opções para conseguir a sua tão sonhada graduação. Acompanhe!

 

O Programa Universidade Para todos (ProUni) foi criado em 2004 pelo Ministério da Educação para oferecer bolsas de estudo em instituições privadas de Ensino Superior. As bolsas podem ser integrais (100%) ou parciais (50%) e são destinadas a estudantes que não tenham nível superior e que sejam de baixa renda.

O projeto tem o objetivo de ampliar o acesso da população de baixa renda ao Ensino Superior. A bolsa também é estendida  aos professores da rede pública de ensino para cursos de Pedagogia, normal superior e licenciaturas. Mas, nesses casos, é necessário apenas que o professor faça parte do quadro permanente da instituição de ensino e tenha obtido 450 pontos no ENEM do ano anterior (sem ter zerado a redação). Não há a exigência socioeconômica.

 

O projeto tem o objetivo de ampliar o acesso da população de baixa renda ao Ensino Superior. A bolsa também é estendida  aos professores da rede pública de ensino para cursos de Pedagogia, normal superior e licenciaturas. Mas, nesses casos, é necessário apenas que o professor faça parte do quadro permanente da instituição de ensino e tenha obtido 450 pontos no ENEM do ano anterior (sem ter zerado a redação). Não há a exigência socioeconômica.

 

Como concorrer às bolsas de estudo?

O Ministério da Educação abre inscrições para o ProUni duas vezes ao ano,  geralmente no começo de cada semestre letivo. A seleção considera alguns pontos fundamentais: renda familiar per capita, curso desejado, nota obtida no ENEM. É preciso atingir a nota mínima exigida pelo MEC de 450 pontos de média na prova do ENEM, com pontuação superior a zero na redação.

A seleção do ProUni tem o mesmo padrão do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), e o candidato deve realizar a inscrição em etapa única pela internet. Não é necessário pagar nenhuma taxa para se inscrever no programa.

 

O interessado seleciona duas opções de curso na ordem de sua preferência e acompanha a evolução da nota de corte, geralmente atualizada diariamente.

Importante! Se a nota de corte para os cursos selecionados ultrapassarem os pontos do candidato, é possível mudar os cursos até o fim dos prazos para inscrição para algum curso em que a nota do candidato seja maior. Quando o processo é encerrado, uma lista é liberada com os candidatos selecionados para efetuar a matrícula na instituição em que foi aceito.

 

Quem pode participar do ProUni?

Além da exigência do perfil socioeconômico de baixa renda a quem o programa se destina, é necessário se enquadrar em uma dessas situações:

  • Possuir alguma deficiência: tem que comprovar no ato da matrícula, além da comprovação do perfil socioeconômico.
  • Ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública ou em escola privada na condição de bolsista integral ou, ainda, ter cursado parte do Ensino Médio em escola pública e parte em instituição privada também com bolsa integral.
  • Ser professor da rede pública: nesse caso, não é necessária a comprovação do perfil socioeconômico nem ter feito Ensino Médio em escola pública. Só é permitida a inscrição nesta modalidade para professores que não tenham nível superior para os cursos de licenciatura, para professores no exercício do magistério da educação básica e que componham o quadro de funcionários efetivos da escola. Os candidatos têm que prestar o ENEM.

 

Não conseguiu o ProUni? Há outras alternativas!

Se os programas de bolsas públicos já não são mais opção, há no mercado programas de instituições privadas que oferecem bolsas totais ou parciais para diferentes perfis de estudantes. É importante conhecer a fundo o que cada um oferece e se você se encaixa no perfil. Veja algumas:

  • Neora – esse programa oferece bolsas para turmas que não ocupam todas as vagas. Essas vagas são estipuladas pelas universidades depois que encerram seus processos tradicionais. O processo seletivo é simples e feito pela internet. Acesse o site e saiba detalhes.
  • Quero Bolsa – é um site que oferece até 75% de desconto nas mensalidades. São mais de 700 universidades conveniadas em todo o país. Escolha o curso e a instituição no site. O sistema mostra as opções e onde há vaga, e o curso pode ser presencial ou a distância. O sistema informa o valor da mensalidade e o percentual de desconto que será oferecido até o fim do curso.
  • Educa Mais Brasil – oferece bolsas de estudo para cursos de graduação, pós-graduação, técnicos etc. São mais de 15 mil instituições participantes do programa. As bolsas podem cobrir até 70% do custo da mensalidade. Detalhes no site.
  • Fundação Estudar – oferece bolsas a estudantes por mérito acadêmico. As bolsas podem ser em universidades brasileiras (sem restrição) ou no exterior (com algumas restrições). O processo seletivo é feito em sete etapas, todas eliminatórias: inscrição; testes de perfil e lógica; vídeo e questionário; entrevista on-line; dinâmica de grupo; painel com ex-bolsistas; entrevista final. As primeiras etapas são pela internet e as últimas presenciais. Confira o site.

 

Bolsas oferecidas pela própria universidade

Depois que você escolher o curso e a universidade em que gostaria de fazer a graduação, procure saber se a instituição tem programa de bolsas próprios. Mesmo que sejam parciais, já é uma grande ajuda para ingressar em uma faculdade ou universidade. Muitas IES oferecem programas de bolsas, às vezes em parceria com instituições privadas. Uma ajuda importantíssima para que não tem condições financeiras de pagar o curso integralmente.

 

Programas de desconto na mensalidade

Fique atento para os programas de desconto na mensalidade que algumas universidades oferecem. Essa é uma maneira fácil e sem burocracia de conseguir uma boa redução no valor da mensalidade. Esses programas variam e podem contemplar todo o curso em apenas um período de tempo. Importante sempre fazer uma pesquisa detalhada e aproveitar todas as oportunidades.

 

Veja também

Ver Todas
Notícias

MUDANÇAS NO PROUNI

Matérias

Valores de mensalidade no Sudeste

Notícias

I Fórum de Saúde do Homem pelo CFM

Quer o MEM na palma da mão?