Como cursar e quanto custa Medicina no Chile?

MEM Responde
Reading Time: 2 minutes

Ninguém pode negar que o Brasil tem bons cursos de medicina. Porém, também é bem verdade que ingressar numa Escola Médica brasileira não é nada fácil e exige anos de preparação muito focada nos estudos, além do valor elevado das mensalidades no caso das faculdades particulares. Por isso, muitas pessoas optam por obter o diploma fora do Brasil. Mas como cursar e quanto custa Medicina no Chile? É isso que você descobre neste post, medaholic!

Medicina no Chile

No Chile há 19 faculdades de Medicina, sendo 18 delas ligadas à Asociación Chilena de Facultades de Medicina (Asofamech), excluindo a Facultad de Medicina da Universidad del Mar. Em média, os estudantes gastam mais de 6 mil dólares por ano só com a universidade. O curso de Medicina na Universidades chilenas dura entre 14 e 18 meses.

Brasileiros não precisam de visto para ingressar no Chile caso a estadia seja de até 90 dias. Por isso, se seu objetivo é estudar Medicina no Chile, será necessário requisitar o Visto de Estudante Residente no Serviços Consulares do Ministério das Relações Exteriores do Chile. Esta modalidade não permite que o estudante trabalhe no país.

A requisição pode ser feita online. Feito isso, o Consulado Chileno irá agendar uma entrevista, será apresentado o comprovante de pagamento (custo de 100 dólares), e o passaporte levará o carimbo do visto. A partir daí, o estudante terá 90 dias para entrar em território chileno.

Para você: E-Book para saber como sobreviver ao Multiverso Med!

Em média, o custo de vida de muitas cidades chilenas gira em volta de 620 mil CLP ou R$ 3.387 apenas contando alimentação básica, aluguel e transporte, mas dependendo da cidade escolhida e do seu estilo de vida o custo pode ser bem mais do que isso.

O sistema de admissão é único, quer seja para instituições públicas ou privadas, integrantes do Consejo de Rectores. Ele chamado de Puebra de Seleccíon Universitaria (PSU).

As provas são elaboradas pela Universidad de Chile e a correção também é efetuada pela entidade. Porém, o sistema é coordenado pelo Ministério da Educação.

São realizados dois exames obrigatórios – idioma e matemática. Entretanto, há outros específicos como química, física, biologia, dentre outros, dependendo do curso.

Quem se forma no Chile pode trabalhar no Brasil?

Para quem precisa validar o diploma de medicina do Chile no Brasil, o Ministério da Educação disponibiliza o Revalida, que é uma prova que vai aferir se o estudante possui o nível de conhecimento e técnica médica necessários para atuar na rede de saúde brasileira, de acordo com as diretrizes educacionais que estão em vigor no sistema de ensino nacional e são seguidos pelas Escolas Médicas em todo o país.

O processo avaliativo do Revalida é dividido em duas etapas eliminatórias que são aplicadas em momentos distintos: provas escritas e prova de habilidades clínicas. Segundo o INEP, o exame é fundamentado na demonstração de conhecimentos, habilidades e competências necessárias ao exercício da medicina.

Se você já sabe quanto custa Medicina no Chile e decidiu que vai estudar medicina no exterior, não se esqueça que essa oportunidade também exige preparação, estratégia e conhecimento. Por isso, acompanhe a MEM para garantir a sua aprovação!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Ver Todas
MEM Responde

Como cursar e quanto custa Medicina na Argentina?

SISU 2022

SISU 2023: quantas vagas para medicina?

Notícias

Sisu 2023: mais de 226 mil vagas disponíveis para consulta

Cadastre-se e garanta o melhor guia
para a sua aprovação em medicina