Pode mentir na redação do Enem?

MEM Responde
Reading Time: 3 minutes

A redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma produção textual que tem por finalidade avaliar o conhecimento do aluno a respeito de questões relacionadas à sociedade como também sua capacidade argumentativa. Mas, será que pode mentir na redação do Enem? O MEM responde pra você, medaholic.

Não deve ser surpresa que a resposta para essa pergunta é não. Não, não pode mentir na redação do Enem? E sabe por quê? 

Os especialistas selecionados pelo Inep fazem a escolha do tema a partir de algum fato que impactou ou exerce influência sobre a sociedade no contexto atual, seja brasileiro ou internacional. 

O modelo de texto exigido na redação do Enem requer a capacidade de dissertar a respeito do tema proposto de maneira argumentativa. Isso quer dizer que o seu ponto de vista sobre aquele assunto precisa ser exposto de maneira clara, objetiva, mas principalmente, coesa. É preciso fazer sentido dentro do contexto geral.

O enunciado e os textos de apoio vão apresentar o tema da redação do Enem. Leia esses materiais com toda a atenção possível e evite utilizar os dados ou fatos desses textos, eles são apenas a base para o direcionamento (bem como hipóteses sem fundamentação teórica). Mas você deve se manter fiel a esse material durante toda a argumentação, para que não seja penalizado na pontuação ou até a nota zero.

A princípio essa pode até ser considerada uma tarefa muito difícil, principalmente, quando estamos lidando com a pressão do tempo de prova, da concorrência e de outros fatores externos que nos influenciam no dia do Exame.

Mas, eu garanto, com a preparação adequada, você vai conseguir identificar as estratégias necessárias que vão te fazer organizar as ideias e também utilizar as informações de apoio que já constam na proposta do tema a seu favor. Essa, medaholic, é a receita de quem tira 1000 na redação do Enem. Não tem pó de pilimpimpim!

Como estruturar uma redação?

  • Tema e título: atenção que são duas coisas diferentes. O tema representa o assunto, ex: “liberdade de expressão”. O título é o nome dado ao texto para chamar a atenção do leitor, ex: “Como a liberdade de expressão é fundamental para a democracia”.
  • Introdução: é o início do texto onde você apresenta uma tese a ser defendida. Onde você instiga o leitor a querer saber dos seus argumentos. Portanto, os principais dados já devem está na apresentação para que possam ser desenvolvidos nos próximos parágrafos;
  • Desenvolvimento: é uma etapa fundamental para o desenvolvimento das ideias. Quanto mais clara e objetiva sua argumentação, melhor o texto. Explore os dados apresentados na introdução e reflita criticamente sobre eles. 
  • Conclusão: é o momento de fechar o texto. A conclusão é extremamente importante porque você vai ratificar o seu argumento e deixar claro seu ponto de vista com base no que você desenvolveu ao longo do texto. Quanto mais criativa a conclusão, mais interessante o texto se torna e mostra que você entende do assunto.

Já parou para pensar quais são as competências avaliadas na redação do Enem? Pois saiba que elas são cinco. Entenda a seguir!

  • Domínio da escrita formal da língua portuguesa

O que é avaliado neste critério, você pergunta, e a melhores escolas médicas responde: o Enem vai avaliar se você está por dentro do uso correto da ortografia, acentuação, uso do hífen, separação silábica, concordância verbal e nominal, verbo, pontuação, uso de pronomes, crase. Ou seja, você precisa dominar o português, o básico que aprendemos desde o início da nossa vida escolar. 

  • Compreender o tema e não fugir do que é proposto

Vamos ser diretos, nada de “viajar na maionese” ou “encher linguiça”, se você não estiver afiado com o tema e como escrever uma boa redação, consequentemente não vai conseguir desenvolver o texto e sua nota vai lá para baixo. Sua habilidade de leitura integrada e escrita serão testadas.

  •  Argumentos em defesa de um ponto de vista 

Compreendeu o tema? ótimo! Agora você precisa ter argumentos para defender a ideia que você está escrevendo. Tenha coerência, clareza e objetividade do que você está escrevendo. E nada de “achismos”, tenha embasamento e organize suas ideias.

  • Conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação

Aqui o Enem vai avaliar a estrutura lógica do seu texto, se você sabe usar os conectivos de coesão para construir seu texto. Como assim: a introdução, o desenvolvimento e a conclusão precisam conversar entre si, não podem fugir do tema proposto e precisam se complementar. 

  • Respeito aos direitos humanos

Sua conclusão, sua solução para o problema, precisa respeitar os direitos humanos. A elaboração de uma proposta de intervenção na prova de redação do Enem representa uma ocasião para que o candidato demonstre o preparo para o exercício da cidadania.

Entenda bem esses critérios, isso vai te ajudar na construção da sua redação e lembrando que cada critério deste vale de zero a 200 pontos.  São seis níveis de desempenho, aqui você fica por dentro de todo critério da pontuação de cada item. 

E aí, medaholic, entendeu por que não pode mentir na redação do Enem? Até a próxima e um abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
MEM Responde

Qual o valor do curso de Medicina em Goiás?

Blog

História do Aprovado: Universidade Federal de Sergipe – Campus Lagarto

Blog

Saúde Mental e Estudos: como não se cobrar demais

Quer o MEM na palma da mão?