1ª fase da Fuvest 2021 tem questões sobre TikTok e game Among Us.

Notícias
Reading Time: 3 minutes

O primeiro dia de prova da Fuvest, exame que dá acesso à USP (Universidade de São Paulo), teve questões que abordaram a rede social Tiktok e o game Among Us, que se popularizou durante a pandemia e atingiu a marca de mais de meio bilhão de jogadores. Confira a correção comentada feita pelo Objetivo. Sem questões polêmicas, a prova foi considerada tradicional por professores de cursinho ouvidos pela reportagem, embora temas clássicos tenham aparecido misturados com questões bastante atuais, como as redes sociais e o acordo entre o Mercosul e a União Europeia.

Diferentemente da primeira fase da Unicamp, que usou a pandemia do novo coronavírus como foco e contextualização de várias questões e em todas as áreas do conhecimento, a Fuvest pouco mencionou o novo vírus. Foram 130.678 inscritos em 148 locais de prova, com 17.210 ausentes, uma abstenção de 13,2%. Em 2020, esse índice foi de 7,9%.

Segundo a Fuvest, os candidatos aderiram aos protocolos de segurança e nenhum foi eliminado ou impedido de fazer a prova. Com duração máxima de cinco horas, a prova teve 90 questões objetivas. A nota será usada tanto para classificar os candidatos para a segunda fase, que ocorre nos dias 21 e 22 de fevereiro, como para o cálculo da nota final.

 

A lista final de aprovados para a primeira chamada será divulgada no dia 19 de março (veja mais datas ao final do texto).

Humanas

A prova de história trouxe temas clássicos: renascimento cultural, extrativismo mineral e política colonial e escravidão, entre outros. Uma questão sobre a gripe espanhola não fez paralelo com a pandemia atual.

Também tradicional, a prova de geografia exigiu domínio de conceitos e vocabulário próprio da disciplina. “Foi uma prova criativa, muito bem feita, mas que deu trabalho para fazer. O aluno que tiver o embasamento necessário vai considerá-la fácil”, diz Antunes, do Objetivo.

Apareceram questões sobre urbanização, o terremoto ocorrido na Bahia em 2020 e sobre a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), entre outras.

Exatas

A prova de física teve questões consideradas específicas de cada matéria, também tradicionais da Fuvest, mas com algumas questões que ligavam a física ao cotidiano. Uma delas, por exemplo, trouxe o consumo de energia elétrica numa comunidade rural.

A prova de matemática usou questões do cotidiano. Sem probabilidade e trigonometria, a prova teve grande presença de geometria plana.

Linguagens

A prova de português foi considerada uma prova mais difícil. Bastante exigente, a parte de gramática exigiu do aluno a internalização de regras gramaticais, ainda que sem cobrar, necessariamente, o nome técnico das normas.

A prova de literatura não teve questões de todos os livros pedidos. Ficaram de fora Gregório de Matos, Eça de Queiroz e Guimarães Rosa. “Isso é inesperado, porque Guimarães Rosa costuma cair na primeira e na segunda fase da Fuvest”, diz Serginho Henrique, professor de português do Objetivo.

“Como vem acontecendo nos últimos anos, é fundamental que o aluno faça a leitura de todos os livros. Participar em aula e ler resumos ajuda, mas as questões exigem uma compreensão global dos textos”, completa. A prova de inglês bastante familiaridade com o idioma estrangeiro e bom vocabulário do aluno. “Não são textos fáceis e têm vocabulário avançado. Não é fácil se considerarmos a diversidade de formações dos alunos”, diz Aleksander Brunhara, do Objetivo.

Foi na prova de inglês que se falou da rede social TikTok, a partir de um texto que analisa as redes sociais e seus impactos nas crianças que nasceram já envoltas por elas.

Biologia e química

A prova de biologia da Fuvest abordou diversos assuntos da disciplina, como ecologia, genética, biotecnologia e botânica, entre outros.

Em química, o aluno se deparou com uma prova tradicional que exigiu amplo conhecimento de conceitos químicos, bastante leitura e interpretação. Por outro lado, foi uma prova com poucos cálculos.

O jogo Among Us apareceu em uma questão sobre tabela periódica que pedia que o candidato identificasse o elemento “intruso” numa família específica de elementos.

O game, jogado online e com cerca de dez jogadores, tem os mesmos fundamentos do famoso jogo de tabuleiro “Detetive”, em que todos devem tentar identificar um assassino secreto, que também é um jogador.

Próximas datas

1º/2 – Lista de aprovados para a segunda fase

21 e 22/2 – Provas da segunda fase

19/3 – Divulgação da lista de aprovados para primeira chamada

 

 

Fonte: Uol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer o MEM na palma da mão?