Metodologia de ensino faz diferença em medicina?

Blog
Reading Time: 3 minutes

A formação de um profissional da medicina requer uma longa jornada de aulas, estágios e pesquisas. Guiando esse caminho, está a metodologia de ensino, que são múltiplas, e que vai orientar o projeto pedagógico das Universidades públicas e privadas no cumprimento da grade curricular.

 

Com o desenvolvimento das novas tecnologias da informação, a educação tem se adaptado às inovadoras plataformas pedagógicas e a metodologia de ensino também passa por transformações significativas.

 

As Diretrizes Curriculares Nacionais de Medicina, recomendam um formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Isso significa que a trajetória acadêmica deve trazer uma experiência imersiva da medicina pautada em princípios éticos, cidadania e na promoção da saúde integral. Mas como a metodologia de ensino pode fazer a diferença nesse professor formador?  

 

Vamos te responder agora!

 

O que você vai ler neste artigo:

O que é metodologia de ensino?

Metodologias ativas em Medicina.

Metodologia Problem Based Learning (PBL).

Metodologia Team-Based Learning (TBL).

A Metodologia de Ensino faz a diferença na aprendizagem?

 

O que é metodologia de ensino?

Bom, para começar precisamos saber o que é metodologia de ensino. Todo método é uma espécie de modelo que traçamos para chegar a um objetivo. Na ciência a metodologia é fundamental para garantir o rigor e a transparência nas investigações. 

 

Na educação, a metodologia vai auxiliar professores e o corpo pedagógico nos direcionamentos e aplicações de conteúdos, sejam eles teóricos ou práticos. 

 

Há muitas estratégias de metodologia de ensino. As mais tradicionais são centradas no professor como a fonte do conhecimento, as metodologias mais inovadoras já trazem o aluno como protagonista do processo de aprendizagem. 

 

Se você fizer uma pesquisa sobre as metodologias dos cursos de Medicina no Brasil, vai perceber uma pluralidade de perfis, cada um com sua especificidade, mas com o objetivo de contemplar as Diretrizes Curriculares Nacionais de Medicina e acompanhar as mudanças tecnológicas. Vamos conhecer alguns desses métodos inovadores?

 

Metodologias ativas em Medicina

Como o próprio nome diz, a Metodologia Ativa pretende fazer com que o estudante seja um agente mais ativo do seu aprendizado. Isso significa dizer que o protagonismo do aluno é estimulado todo o tempo, através de métodos investigativos práticos e resolução de problemas durante o curso e não apenas nas disciplinas tradicionalmente práticas.

 

Mas calma que os formatos tradicionais de ensino não são abandonados! A Metodologia ativa vai complementar a trilha de aprendizado, trazendo uma experiência mais reflexiva e prática sobre o conteúdo.

 

Metodologia Problem Based Learning (PBL)

PBL ou Problem-based learning, é uma metodologia ativa de ensino utilizada em muitas escolas médicas. Apresenta uma abordagem que inclui a exposição de um problema para um grupo pequeno que inicia uma discussão durante algumas aulas. O professor dá todo o suporte e orientação aos alunos. 

 

A discussão é direcionada de modo que o aluno crie modelos conceituais para resolver o problema. Os benefícios dessa metodologia se reflete em maior motivação do aluno, incentivo a auto avaliação e investigação que envolve teoria e prática.

 

Metodologia Team-Based Learning (TBL)

TBL ou Team-Based Learning é um método educacional também bastante utilizado nas escolas de medicina. O modelo de aprendizagem que se baseia esse método se dá através das reflexões e interações dos alunos. Isso significa que há uma valorização do trabalho em equipe sob a orientação do professor. 

 

Os alunos são estimulados a fazer leituras mais aprofundadas sobre determinado tema, depois há aplicação dos conceitos apreendidos na apreensão dos conteúdos que são compartilhados com todos. O TBL é considerado um método inovador com bons resultados no desempenho da classe.

 

A Metodologia de Ensino faz a diferença na aprendizagem?

Sim! Independente do tipo de metodologia (ativa ou tradicional), a trajetória acadêmica tem que ser rica em experiências teóricas e práticas. As metodologias se complementam para que a formação do estudante de medicina seja adequada através de uma articulação entre o ensino, a pesquisa e a extensão/assistência.  

 

É importante que você conheça a metodologia de ensino da Universidade que você quer estudar, para aproveitar bastante todas as experiências dessa incrível jornada rumo a medicina!

 

QUAIS SÃO OS MELHORES CURSOS DE MEDICINA DO BRASIL?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Blog

Vem conferir os próximos vestibulares de medicina

Blog

Entenda tudo sobre a redação e tire nota 1000

Blog

Educação como investimento: Por que é importante investir na educação?

Cadastre-se e garanta o melhor guia
para a sua aprovação em medicina