Como estudar com método PBL? Entenda as etapas

MEM Responde
Reading Time: 2 minutes

O PBL (sigla em inglês para Aprendizagem Baseada em Problemas) é uma metodologia ativa de ensino-aprendizagem em pequenos grupos. Se a Escola Médica que você escolheu adota essa metodologia, segue a leitura porque o MEM responde como estudar com o PBL.

Esse método foi criado em 1969 na Universidade McMaster, no Canadá e no mesmo ano foi implementado também na Universidade Maastricht, na Holanda. No Brasil, foi aplicado pela primeira vez nos anos 90, na Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA) e na Universidade Estadual de Londrina (UEL).

O método é baseado em problemas, isto é, pequenos textos que instigam uma discussão sobre determinado assunto médico. A partir deles, são os próprios alunos que conduzem a discussão, relembram conhecimentos prévios sobre o assunto, e por fim, concluem e definem os objetivos de estudo. Tudo isso é feito com a supervisão de um professor (tutor).

Esse envolvimento dos alunos com os problemas os prepara para situações que poderão ser enfrentadas na prática médica. Nesse sentido, os estudos de casos e a resolução deles são fundamentais para o desenvolvimento analítico com rapidez que o aluno irá precisar, como em uma situação que exija medidas de emergência dentro de um hospital.

Currículo PBL

O currículo PBL não é organizado por disciplinas, mas por módulos temáticos, que englobam temas derivados do conjunto de habilidades e conhecimentos previstos como necessários para a formação do profissional médico. As disciplinas, através de seus especialistas, participam desta fase elaborativa e da reelaboração contínua do currículo, assim como da proposição das questões de avaliação, da supervisão de estágios de treinamento e dos grupos tutoriais.

O método básico de aquisição de conhecimentos em um currículo PBL é o estudo individual dos alunos orientado por discussões de problemas realizadas no grupo tutorial. Há também estágios em laboratórios e serviços para o desenvolvimento de habilidades.

Fato é que o aluno tem menos tempo comprometido com atividades formais, o que possibilita que ele regule melhor seu tempo para os estudos. Por outro lado, se ele não estudar não conseguirá se desempenhar nas avaliações. Há também um senso de cooperação, pois a eventual falta de estudo compromete a qualidade do grupo tutorial.

Para estudar com o PBL você vai precisar de disciplina. É preciso ter um cronograma diário, para que você organize o conteúdo que deve ser estudado, mesmo quando não estiver na faculdade. Estabeleça metas, realistas e que sejam possíveis de serem alcançadas dentro do seu contexto.

Por exemplo, defina uma quantidade de conteúdos a serem estudados por dia de acordo com a demanda da unidade de problema que está sendo trabalhada. Dessa forma, você vai conseguir visualizar melhor tudo que já estudou e quais conteúdos ainda precisa estudar.

Anota essa dica de ouro: tudo que não é revisado, é esquecido. Você pode, por exemplo, reservar 30 minutinhos para fazer a simulação da mesa de conferência oral por dia. Eles farão muita diferença!

7 passos do método PBL

-leia o caso e esclareça termos difíceis
-liste os problemas
-discuta os problemas (brainstorming)
-resuma
-formule objetivos de aprendizado
-busque informações
-retorne ao caso e integre as informações à resolução dele

E aí? Entendeu como estudar com o método PBL? Comente aqui o que você acha desse método, curta e compartilhe este post, medaholic!

 

Veja mais sobre o método PBL:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Blog

Vem conferir os próximos vestibulares de medicina

Blog

Entenda tudo sobre a redação e tire nota 1000

Blog

Educação como investimento: Por que é importante investir na educação?

Cadastre-se e garanta o melhor guia
para a sua aprovação em medicina