Mais de 30 meses para buscar ajuda contra a depressão

Notícias
Reading Time: 2 minutes

Um estudo realizado pelo Instituto Ipsos solicitado pela empresa farmacêutica Janssen indicou que os brasileiros demoram cerca de 39 meses, em outras palavras, 3 anos e 3 meses para buscar ajuda contra a depressão. A pesquisa selecionou 800 pessoas com e sem relação com a doença.

De acordo com a pesquisa, vários fatores são responsáveis pela demora em buscar tratamento adequado, entre elas estão: Em primeiro lugar, a falta de consciência de se tratar de uma doença; Em segundo lugar a resistência; Em terceiro lugar, o medo do julgamento.

 

Uma matéria publicada pelo Instituto Ipsos aponta que o número de brasileiros que se dizem felizes caiu 18 pontos percentuais em 9 anos. Em 2013 os índices apontavam 81%, mas em 2022 esse número está na faixa de 63%. Ou seja, nesses ultimos anos o descontentamento cresceu consideravelmente.

 

Confira os paises em destaque na pesquisa:

 

 

No contexto mundial, os fatores indicadores de felicidade são: saúde física e bem-estar; saúde mental e bem-estar; e condições de vida (acesso à moradia, comida, água e saneamento básico), porém no contexto brasileiro alguns itens são preocupantes, como: “sentir-me no controle da minha vida” e , “sentir que minha vida tem sentido”, citados por 80% dos brasileiros entrevistados.

 

Uma notícia publicada pela MEDICINA S/A destaca a fala da professora de psiquiatria da Faculdade de Medicina do ABC Cintia de Azevedo Marques Périco.

“O agravamento dos sintomas, a diminuição da eficácia dos tratamentos, a perda de anos produtivos, o impacto econômico e a severa diminuição da produtividade, e ainda prejuízo em seu convívio familiar e social são consequências da doença. A depressão precisa ser levada à sério”, afirma Cíntia.

 

Sistema Prisional – Um problema que persiste

 

Depressão

“Depressão (CID 10 – F33) é uma doença psiquiátrica crônica e recorrente que produz uma alteração do humor caracterizada por uma tristeza profunda, sem fim, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, baixa autoestima e culpa, assim como a distúrbios do sono e do apetite.”

-Drauzio-

 

“A depressão é um problema médico grave e altamente prevalente na população em geral. De acordo com estudo epidemiológico a prevalência de depressão ao longo da vida no Brasil está em torno de 15,5%. Segundo a OMS, a prevalência de depressão na rede de atenção primária de saúde é 10,4%, isoladamente ou associada a um transtorno físico.”

-Gov-

 

Como ajudar alguem com depressão? O Dr. Drauzio Varella explica em um video bem facil de entender:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Notícias

Neuralink e a medicina

Blog

Desistir não é uma opção

Notícias

Vestibular da Fuvest 2023 sofre mudanças pela USP

Quero saber tudo do mundo Med!