Prouni 2022: MEC prorroga prazos de 2ª chamada e listas

Notícias
Reading Time: 3 minutes

O Ministério da Educação (MEC) informou ontem, terça-feira (30) que o Prouni 2022, Programa Universidade para Todos, terá novos prazos para comprovação de informações por parte dos candidatos pré-selecionados em segunda chamada, além das datas relacionadas à lista de espera. Um novo edital publicado no Diário Oficial da União (DOU) hoje (31), afirmou as alterações.

A partir de quinta-feira (1º), na página do Acesso Único, os estudantes poderão conferir o resultado da segunda chamada. Nesta mesma data, também se inicia o prazo para que os estudantes pré-selecionados façam a comprovação de informações prestadas no momento da inscrição. Esse prazo se encerraria no dia 8 de setembro, mas foi prorrogado para o dia 13 de setembro, a fim de que os estudantes tenham mais tempo para organizar as informações requeridas.

A pasta ressalta que os estudantes devem comparecer, de forma virtual ou presencial, às instituições de ensino para as quais foram pré-selecionados para apresentarem toda a documentação comprobatória.

Além do resultado da segunda chamada, o edital informará as novas datas para o aluno que quiser participar da lista de espera. Ele deverá manifestar seu interesse nos dias 21 e 22 de setembro e aguardar a divulgação do resultado, que será disponibilizado no dia em 26 de setembro. Quem for pré-selecionado nesta fase, deverá entregar toda a documentação até 30 de setembro.

Prouni sem complicação

Veja como ficou o novo calendário do Prouni 2022:
Resultado dos candidatos pré-selecionados (2ª chamada): 1 de setembro;

Comprovação de informações: 1 de setembro a 13 de setembro;

Manifestação de interesse na lista de espera: 21 e 22 de setembro;

Divulgação do resultado da lista de espera: 26 de setembro;

Comparecimento dos candidatos para entrega da documentação: 26 de setembro a 30 de setembro.

Esse pode ser um momento acima de tudo um pouco difícil porém necessário e decisivo para muitos. Por tanto, para dar aquele up! vem conferir um trechinho da história da Thays Batista, estudante da Universidade Católica de Pernambuco, que passou em medicina com o Prouni:

Historia do Aprovado: Medicina com o Prouni 2022

A principio é necessário conhecer a personagem real. Thays é da zona rural do estado da Paraíba, do município de Santa Cecília, uma pequena cidade com cerca de 20 mil habitantes. A mãe de Thays foi a sua primeira inspiração para cursar medicina. Dona Glorinha assim como é conhecida na sua comunidade, é técnica de enfermagem há 25 anos, e sempre trabalhou no posto de saúde da cidade em que Thays nasceu.

Dona Glorinha, do mesmo modo que ajudava sua familia, praticamente também ajudou a fundar o posto de saúde da cidade, e como é a realidade de várias mães que trabalham, dona Glorinha não tinha com quem deixar Thays, e a levava para o trabalho, o posto de saúde. Por isso acompanhou a rotina de sua mãe. Thays ficava encantada como sua mãe ajudava as pessoas. Por ser uma cidade da zona rural, o médico do posto só ia uma vez por semana. Na ausência do médico, as pessoas procuravam dona Glorinha para se consultar, porém tinha coisas que só o médico podia resolver, ou receitar.

Por fim, isso fez total diferença na decisão de Thays em fazer medicina, inclusive a área que ela quer seguir na medicina, é a atenção básica de saúde. Como Thays vem de uma família grande, ela tem 10 irmãos e foi a primeira a entrar em uma universidade.

A ideia da Medicina

Uma tia de Thays que morava em Fortaleza, viu o potencial dela e a levou para estudar lá, pagou os estudos em uma escola particular, assim Thays teve acesso a uma educação melhor do que tinha lá na sua cidade natal. Porém, nem tudo são flores, por algumas divergências, Thays voltou para Santa Cecilia, e não se adaptou ao estilo de ensino das escolas de lá. Obstinada, foi para cidade vizinha que é um pouco maior, e conseguiu uma bolsa de estudos em um tradicional colégio particular.

Entretanto, enquanto Thays estava terminando o ensino médio, pouco antes de ter uma virada de chave, ela resolveu ir para Recife e fazer cursinho preparatório para passar em medicina. Logo sua irmã Tamires, morava em Recife, acolheu Thays na sua casa, assim ela economizava com o aluguel.

“Sou grata até hoje por Tamires ter me recebido e ter me ajudado nesse processo. E minha família é incrível. Para ajudar com meus custos, cada um dos meus irmãos me davam 50 reais por mês. Somos em 11, então era um valor massa para me custear em Recife, e ajudar a pagar meu cursinho preparatório. Contudo eu ainda tentei uma bolsa integral, não rolou, mas por fim consegui uma bolsa parcial, que já ajudava e muito.” Relata Thays.

Continue a história de Thays…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Ver Todas
MEM Responde

Como cursar e quanto custa Medicina na Argentina?

SISU 2022

SISU 2023: quantas vagas para medicina?

Notícias

Sisu 2023: mais de 226 mil vagas disponíveis para consulta

Cadastre-se e garanta o melhor guia
para a sua aprovação em medicina