Estudar para medicina também é ter saúde mental

Blog
Reading Time: 4 minutes

E aí medaholic, como você está? Já entrou no curso de medicina né? tá aí tranquilão, relaxado, aquela correria de estudar para medicina passou! Pegadinha do malandro! Essa correria não acabou não, viu?

Ela vai continuar, só que de outras maneiras, e isso levanta um questionamento.

Durante o período que você estava se preparando para entrar em medicina, você estava cuidando da sua saúde mental? E agora que você entrou, você tem dado atenção a sua saúde mental?

Nós sabemos que na jornada para passar em medicina, são muitos obstáculos, dificuldades, frustações, expectativas, que podem deixar o estudante ansioso, depressivo, estressado. E aí quando ele consegue a aprovação, pode achar que na faculdade tudo vai ser diferente, essa correria de estudos vai passar, mas olha só, infelizmente não passa.

A rotina da faculdade de medicina requer dedicação, disciplina, e você aí achando que isso é coisa do passado, do cursinho e do ensino médio. Mas calma! A correria pode ser a mesma, ou mais intensa, mas tem um fator primordial para você seguir seu objetivo e ficar tranquilo.

Vamos te dar algumas dicas de como cuidar e manter a sua saúde mental na faculdade de medicina:

  • Expectativa X Realidade

Sabe aqueles programas maravilhosos que mostram a rotina de médicos, e/ou, estudantes de medicina? pois bem, eles estão na televisão, são ficção viu? Não vá achando que sua rotina será a mesma.

A romantização do cansaço, privação de sono, competitividade, heroísmo, tem que ficar só lá na ficção, viu? Não deve fazer parte da sua expectativa caro estudante, ela não será sua realidade.

  • Dormir, durma bastante, durma bem

Vários estudos apontam que a privação de nosso não é benéfica para o bom funcionamento do corpo humano, para funções físicas e cognitivas.

Ou seja, não fique dias sem dormir, varando a noite estudando. Você não vai aprender, ou render mais, seu cérebro precisa descansar para absorver conhecimento.

Segundo especialistas, a privação de sono é um dos fatores para o surgimento da ansiedade, depressão, síndrome do pânico, mudança brusca de humor, hipertensão, diabetes, entre outras coisas.

Portanto querido medaholic, durma, sua beleza, seu corpo, sua mente, seu espirito e sua saúde mental agradecem.

  • Nada melhor que o seio familiar

Ficar perto de quem você ama, de quem você confia, é um grande aliado para manter a saúde mental. Sabemos como a rotina de estudar para medicina pode ser desgastante, e para recarregar as energias, estar perto da sua rede de apoio é um grande conforto.

“Ei melhores escolas médicas, estudo em outra cidade, não tenho como ficar perto da minha família.” Você pode ter a tecnologia como aliada, ligações de vídeo, mensagens, podem te aproximar, sabemos que nada substitui o contato físico, mas essa pode ser uma alternativa.

Outra alternativa para quem estuda longe da sua cidade natal, é fazer amizade. Faça amigos durante o curso, lembre-se que vocês ficarão juntos durante o curso de medicina, ter alguém que você se identifique para conversar, passear, rir, dividir suas angustias é muito importante.

  • A malhação faz bem ao coração

Começo esse quarto tópico com uma música de uma das maiores bandas de axé dos anos 90, é o tchan! Hahaha

A malhação faz bem ao coração, ao corpo, e principalmente à sua mente!

Quando você faz atividade física, seja ela qual for, seu corpo libera hormônios como endorfina, conhecido como hormônio da alegria, que promove a sensação de bem-estar, euforia e alívio de dores, e da dopamina que gera efeito tranquilizante e analgésico.  aliviando a ansiedade, o stress, melhora a qualidade de sono, e você fica relaxado.

Você pode estar pensando: a rotina da faculdade de medicina é bem corrida, não tenho tempo. Tem sim! 30 minutos de atividade física já está valendo, e por falar em não tempo vamos ao próximo tópico:

  • Organização de estudar para medicina

Talvez essa seja uma característica que você já possuía enquanto se preparava para entrar na universidade, mas vale a pena lembrar que organização é tudo!

Organizar sua rotina, sua semana, quando você vai estudar, o que você vai estudar, seu horário de liberar endorfina, seu horário de lazer, seu horário de não fazer nada, inclusive. O ócio pode ser benéfico, desde que dosado.

Lembre dos seus objetivos, seu propósito, se organize e siga em frente.

Aqui no nosso portal temos uma matéria sobre organização, vale a pena ver de novo.

  • Nem tudo precisa ser sobre estudar para medicina

Tá, tudo bem, eu sei que pode ser quase impossível separar sua vida da medicina, mas veja só, já imaginou se esse for o único assunto que você tem para conversar, pensar? Chato né não?

Leia outros livros, literatura brasileira, quadrinhos, enfim, expanda seu conhecimento, nem só de bioquímica vive o médico, é necessário conhecer outros assuntos.

Além de enriquecer sua mente com outros assuntos, é uma maneira de você cuidar da sua saúde mental, saindo do foco da medicina.

  • Peça ajuda, sempre!

Se você estiver se sentindo sobrecarregado, pessimista, achando que não vai dar conta de tudo, tenha calma, você não dá conta mesmo. É mais normal do que você imagina.

E que tal pedir ajuda? Seja a sua família, amigos, professores, ou à um profissional da área? Um psicólogo. Terapia é vida.

Pedir ajuda não é sinônimo de fraqueza. Viver, estudar, entrar numa faculdade medicina, requer muita coragem, e pedir ajuda é um dos atos mais corajosos.

Então medaholic, lembre de cuidar de você, da sua saúde mental, você vai precisar muito durante seu percurso no curso, e principalmente quando chegar o momento de tratar na saúde e bem estar de outras pessoas, seus futuros pacientes.

VEJA MAIS SOBRE ESTUDAR PARA MEDICINA E SAÚDE MENTAL:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Ver Todas
MEM Responde

Como cursar e quanto custa Medicina na Argentina?

SISU 2022

SISU 2023: quantas vagas para medicina?

Notícias

Sisu 2023: mais de 226 mil vagas disponíveis para consulta

Cadastre-se e garanta o melhor guia
para a sua aprovação em medicina