Redação nota mil com possível tema Valorização do trabalho docente

Blog
Reading Time: 3 minutes

Olá medaholic, é quinta-feira, dia de redação nota mil, por aqui trazemos sempre dicas para você elevar sua pontuação no Enem, ou em vestibulares diretos, e como você pode fazer isso, além de estudar os outros conteúdos? Formando uma base sólida para a redação.

1000 pontos no Enem? É com a queridinha dos vestibulandos, a redação. 

O foco nela é necessário, não só em relação à estrutura (como escrever), mas também sobre o que escrever.

Hoje vamos falar sobre possíveis temas da redação do Enem 2022, lembrando que esses possíveis temas são trazidos por profissionais da área, que estão atentos ao que o Enem costuma abordar.

O tema de hoje é a valorização do trabalho docente.

Valorização do trabalho docente

O acesso à educação permite que os indivíduos tenham consciência e conhecimento de que são sujeitos de direitos garantidos por lei e podem exigir mais a implementação de políticas públicas (saúde, trabalho, assistência social, por exemplo) em favor da sua e das gerações futuras.

Dito isso, a importância da educação na sociedade, vai na contramão da valorização do trabalho docente, e qual a sua visão do docente em relação a essa falta da valorização da profissão?

Segundo a educadora Cris Abreu, a desvalorização do trabalho docente no Brasil, é um projeto. “Existe uma campanha permanente contra aqueles que mantêm a educação funcionando. Veja, por exemplo, a forma como a imagem de Paulo Freire vem sendo utilizada politicamente? Pedagogicamente, as teorias freireanas são importantíssimas e estudadas em todos os lugares do mundo, aqui no Brasil virou persona non grata. É exatamente o que fazem com todos os profissionais da educação.” Ressalta Cris.

Pedagogia, o curso que mais forma profissionais.

O curso de pedagogia é o que mais forma profissionais no país, em 2019, ano do último Censo da Educação Superior, mais de um milhão de pessoas se formaram em cursos de graduação no país. Desse total, 120 mil eram de formandos de pedagogia.

Mais um dado que mostra o quanto a educação e a formação de profissionais é importante. Diante desses dados, fica o questionamento: Como a sociedade, o estado, pode contribuir para a valorização do trabalho docente?

De acordo com a professora Cris Abreu, é de extrema importância o respeito com os profissionais da educação e com o espaço de trabalho ocupado por eles.

Respeito à nossa individualidade e ao tempo e esforço que despendemos na nossa formação. O Estado precisa oferecer formação de qualidade e, principalmente, um bom salário e plano de carreira. Sem uma boa política de pagamentos e uma formação de qualidade, não importa o quanto se investe em estrutura física.” Enfatiza Abreu.

 

Remuneração do docente

Os professores, formam todos os anos vários profissionais para o mercado de trabalho, para sociedade, inclusive você, futuro médico. 

A faixa salarial de um médico recém formado é de R$7.500,00, e de um professor da educação básica com ensino superior, é de R$4.100,00.

Não queremos aqui dizer que uma profissão é melhor que a outra, mas vamos deixar um questionamento, sem educação não existiriam outras profissões. Seria justo uma equiparação de remuneração.

No Brasil, alguns estados se destacam em relação a remuneração dos docentes, são os que mais pagam o rendimento bruto mensal para professores da rede pública de educação (estado e município) com nível superior completo.

  • Rio Grande do Norte – R$ 6.943,00
  • Distrito Federal – R$ 6.785,00
  • Sergipe- R$ 6.697,00
  • Amapá- R$ 5.962,00

Enquanto que o Brasil tem 58,5% dos professores com formação superior adequada à área que lecionam, o Nordeste pontua 42,8%. Os dados se referem a 2021. 

Nesse mesmo ano, o percentual do Brasil no quadro do Magistério do Ensino Médio é de 66,6% dos professores com formação superior adequada à que lecionam, enquanto que o Nordeste figura com 54,2%.

O estudo também faz um comparativo de crescimento entre 2013 a 2021.

 

Quais os principais desafios da docência?

Sendo prática, a desvalorização salarial é o principal entrave para a profissão. Não há motivação que se sustente, se você não tem como se sustentar, ou se precisam complementar renda o tempo todo. 

Não há profissional que não tenha passado por um professor. Uma sociedade que preza pelas futuras gerações e compreende a importância da educação não só investe nas estruturas físicas, como e principalmente nas estruturas humanas.” Afirma Cris Abreu.

Você também vai gostar:

Como não esquecer o que estudo?

Como escrever bem?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Blog

Entenda sobre antiguidade clássica para o Enem

Blog

Apps que ajudam a aumentar sua produtividade

Sala de Espera

A IMPORTÂNCIA DA INFRAESTRUTURA PARA A MEDICINA – SALA DE ESPERA #18

Cadastre-se e garanta o melhor guia
para a sua aprovação em medicina