Como saber se quero Medicina?

MEM Responde
Reading Time: 4 minutes

Se você está pensando em prestar vestibular de Medicina, chegou ao lugar certo. Como se trata de uma decisão muito importante e que exige preparação e dedicação, é comum a gente se perguntar “como saber se quero medicina?”. Mas a boa notícia, é que existem maneiras assertivas de orientar a sua escolha para que a sua jornada nessa carreira incrível seja de muito êxito. Vamos juntos, meu futuro medaholic?! 😉

Entender melhor o que a graduação em Medicina pode oferecer a você tanto do ponto de vista profissional quanto pessoal, quais são os desafios enfrentados pelos estudantes para passar no vestibular e durante o curso, e quais estratégias que vão ajudar a direcionar os seus estudos são etapas fundamentais para responder a pergunta que introduz esse post.

Mas não basta apenas isso para saber se você quer Medicina (ou se a Medicina quem te quis primeiro rsrsr).

A Faculdade de Medicina

Uma das coisas mais certeiras é que estudar Medicina não é para qualquer um. Tanto na fase do vestibular, quanto durante os seis anos de graduação, os medaholics e as suas habilidades são colocados à prova o tempo todo.

Por outro lado (e esse é o melhor lado), vencer cada um desses obstáculos que podem surgir é realmente satisfatório. E olha que eu sei do que tô falando, viu? Em meu canal no youtube tem algumas histórias para te inspirar. Dá uma olhada lá!

Por ser uma profissão tão importante para a sociedade (e isso ficou mais do que evidente nos últimos anos), ser um profissional da Medicina é uma verdadeira missão que traz muito reconhecimento para uma pessoa e ótimas oportunidades de carreira.

Por exemplo, Medicina está entre as 7 profissões com um melhor retorno financeiro do mercado. Isso quer dizer que seguir essa formação abre um universo de possibilidades para conseguir estabilidade profissional, construir um futuro mais seguro financeiramente e garantir mais qualidade de vida para você e sua família.

Como saber se quero Medicina? 

Então vamos ao que importa. Você já perguntou a si mesmo se quer realmente ser médico? Já tentou falar de forma afirmativa “quero ser médico”? Qual foi a sensação? 

Vamos responder juntos algumas reflexões:

Porque eu quero estudar medicina?

É necessário ter em mente que como vivemos em sociedade, as vezes somos influenciados por agentes externos e não percebemos isso. Por isso é importante fazer uma análise interna e tentar entender de onde surgiu a vontade de ser médico e se ela é genuína ou se houve alguma influência dos nossos pais, amigos ou pessoas que acompanhamos.

 Gosto de estudar e estar sempre atualizando os meus conhecimentos?

Medicina é um curso que exige dedicação e muito estudo. Pensa comigo, são 6 anos de graduação e 5 a 2 anos de residência médica dependendo da especialização, ou seja, planeje aí uns 9/10 anos de formação.

Também é importante ter em mente que o curso de Medicina é muito dinâmico e esta sempre se atualizando. O que quer dizer que mesmo depois de formado, o profissional nunca deixa de estudar e tem que estar sempre acompanhando os lançamentos de novos artigos e descobertas no mundo da saúde.

 Gosto de gente?

O profissional médico passa o dia todo rodeado de pessoas. Seja com colegas de trabalho nos hospitais ou nos atendimentos, o tempo inteiro o médico precisa lidar diretamente com diversos tipos de pessoas em diferentes situações.

Pode parecer estranho se fazer esse tipo de pergunta, mas ela é muito mais importante do que se imagina. Algumas pessoas preferem ficar isoladas e se para você a ideia de ficar em uma sala sozinho no escritório parece ótima, ser médico e atender pessoas o dia inteiro não vai ser algo muito atraente para você.

Então se pergunte com sinceridade e sem julgamentos: Gosto de conviver, trabalhar, lidar e ajudar as pessoas?

 Faça aqui o teste vocacional sobre qual especialidade médica você mais se identifica!

 Tenho medo de sangue?

É claro que esse não é um fator decisivo porque mesmo que durante o curso você tenha contato com sangue, é possível seguir especializações que não tenham um contato tão direto quanto a de cirurgião, por exemplo.

O curso de Medicina é bem diverso e o profissional pode seguir diversas carreiras. Se o contato direto com sangue for um problema, carreiras como psiquiatria, radiologia, pesquisador e muitas outras especialidades que não precisam lidar diretamente com procedimentos cirúrgicos.

 Consigo abdicar de outras atividades para me dedicar a carreira médica? 

Se você faz vestibular ou cursinho para Medicina, acredito que entenda bem o que estou querendo dizer. Se o vestibulando já estuda muito, imagine o graduando? Atualmente o curso é em formato presencial e integral, ou seja, é dedicação total todo dia e toda hora enquanto estiver na faculdade e aquela revisãozinha quando chega em casa.

Além de puxado e com disciplinas bem específicas, o estudante ainda precisa se envolver em seminários, pesquisas, plantões em hospitais etc. Consegue visualizar o tanto de tempo que o curso exige?

Então pense se está preparado para reduzir aquelas saidinhas com os amigos, o uso de redes sociais e se está preparado para abrir mão de datas importantes. E se você tiver um plantão no dia do seu aniversário? Ou no natal?

 Se todas as respostas ou a maioria tiver sido “sim”, bem, então eu acredito que você mesmo já respondeu a pergunta “como saber se quero Medicina?”.

 

Entenda mais sobre o assunto:

 

Como se preparar para o vestibular de Medicina 

Depois de responder a pergunta “Como saber se quero Medicina?”, um dos primeiros desafios encontrados por um estudante de Medicina é o vestibular. Isso se deve ao fato de ser um curso muito concorrido, por conta dos diversos benefícios que ele pode trazer para a carreira de uma pessoa, como estabilidade profissional, bons salários, oportunidade de crescimento e vários outros.

Para selecionar os alunos, as instituições de ensino costumam aplicar questões que envolvem um raciocínio mais complexo para os vestibulares de Medicina. Nesse caso, é preciso se aprofundar nos conteúdos do Ensino Médio para se dar bem nas provas.

Veja os próximos vestibulares de Medicina.

A tecnologia tem facilitado muito o nosso dia a dia, e isso não é diferente para os estudos. Você pode aproveitar diversos aplicativos para organizar a sua agenda, revisar conteúdos, verificar resultados matemáticos, entre várias opções.

Entre os aplicativos que você pode utilizar para facilitar a sua rotina de estudos, podemos citar:

Redação Nota 1000 — revisa a sua redação com os padrões do Enem e oferece feedbacks;

Photomath — resolve equações matemáticas e mostra o passo a passo para solucionar os problemas, usando os teoremas adequados;

Trello — ajuda a organizar a sua rotina e as matérias que serão estudadas em cada dia;

Duolingo — ensina outros idiomas de maneira rápida, o que pode ser uma maneira de estudar e se divertir;

RevisApp — faz resumos estratégicos de diversos temas para o vestibular, o que ajuda a fazer revisão dos conteúdos já vistos. 

Agora que você já sabe como saber se quer Medicina, vambora conferir mais dicas para se sair bem no vestibular? Acompanhe o Melhores Escolas Médicas na sua rede social preferida. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
Notícias

Neuralink e a medicina

Blog

Desistir não é uma opção

Notícias

Vestibular da Fuvest 2023 sofre mudanças pela USP

Quero saber tudo do mundo Med!