Confira algumas curiosidades sobre a redação do Enem

MEM Responde
Reading Time: 3 minutes

Meu querido medaholic, se existe um ponto do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ele se chama redação. Temida por muitos, ela é uma parte realmente importante da prova e pode ser decisiva na sua aprovação em Medicina, mas não é nenhum bicho papão. Com a preparação adequada, as chances de ter um texto nota 1000 são grandes. Nest post, eu separei algumas curiosidades sobre a redação do Enem para te provar que ela pode ser uma aliada e não uma inimiga. Vamos juntos? 

A redação do Enem é considerada um dos principais desafios dos candidatos porque ela envolve não apenas muito conhecimento teórico, mas principalmente porque requer a habilidade para transmitir mensagens de maneira clara  e persuasiva. O que isso quer dizer? Simples, saber apresentar seus argumentos com coesão e estruturar seu ponto de vista é o que te coloca mais perto da nota mil. 

A redação representa 20% da nota da prova, o que justifica a dedicação ao treino em busca de uma redação nota 1000.

Confira abaixo as curiosidades sobre a redação do Enem que separei para você.

O primeiro tema

“Viver e aprender”, simples e poético. Era isso aí mesmo, medaholic. Pelo jeito, o Inep só queria estimular o potencial argumentativo dos estudantes. Já para motivar, também tinha um trecho da música de Gonzaguinha “O que é o que é”.

Modelo Dissertativo-argumentativo

A redação do Enem adota o modelo dissertativo argumentativo, pois consegue avaliar se o candidato tem conhecimento abrangente sobre atualidades e expor seus argumentos de maneira convincente. A estrutura dela tem uma introdução breve, de um parágrafo, o desenvolvimento, com cerca de 15 linhas, e a conclusão.

Quem faz a correção

A banca avaliadora da redação do Enem é composta por professores escolhidos pela Fundação Vunesp. Os textos são digitalizados logo após a aplicação do exame e enviados para os corretores. As notas demoram um pouco mais para serem divulgadas, diferentemente do que acontece com o resultado das questões objetivas.

Segugdo as regras, cada texto é enviado para dois avaliadores, que não mantêm contato algum durante a correção. Se as notas forem muito diferentes, ele é enviado para uma terceira pessoa. O resultado, então, será calculado a partir da média das duas pontuações mais próximas.

De acordo com o Inep, alguns professores chegam a corrigir cerca de 1.220 peças, o que dá uma média de 50 a 100 textos por dia. É redação pra caramba. 

A escolha do tema

Os especialistas selecionados pelo Inep fazem a escolha do tema a partir de algum fato que impactou ou exerce influência sobre a sociedade no contexto atual, seja brasileiro ou internacional. 

E aí, conhece mais alguma curiosidade que não está na lista? Conta pra gente, medaholic.

Depois de tudo que vimos, separei umas dicas para você fazer uma boa redação, aprimorar seu texto e conseguir uma redação nota 1000:

  • Mantenha o hábito da leitura e da escrita sempre;
  • Conheça as novas regras gramaticais;
  • Preste muita atenção à grafia, pontuação, parágrafos e concordâncias;
  • Procure ser criativo e espontâneo. Evite copiar o estilo de texto de outra pessoa. 
  • Não utilize palavras de baixo calão, palavrões e gírias;
  • Mantenha distância da linguagem coloquial, informal;
  • Exercite a sua opinião e faça críticas próprias;
  • Tenha muita atenção à relação lógica das ideias (coerência);
  • Nunca se afaste do tema e do tipo de texto propostos;
  • Faça um rascunho para evitar rasuras;
  • Cuidado com as repetições de palavras e ideias. Elas podem deixar seu texto cansativo e comprometer a objetividade
  • Nunca utilize palavras ou expressões que não conheça seu significado;
  • Clareza nas ideias demonstra domínio de conteúdo e concisão no texto, capacidade de síntese.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Ver Todas
MEM Responde

Qual o valor do curso de Medicina em Goiás?

Blog

História do Aprovado: Universidade Federal de Sergipe – Campus Lagarto

Blog

Saúde Mental e Estudos: como não se cobrar demais

Quer o MEM na palma da mão?